Polícia Federal reprime guarda e comércio clandestino de animais silvestres em Aracaju

Polícia Federal reprime guarda e comércio clandestino de animais silvestres em Aracaju
julho 27 10:51 2020 Imprimir Conteúdo

 

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (27), a Operação Rattus, com o objetivo de reprimir o comércio e o cativeiro clandestino de animais silvestres e exóticos. A ação contou com a participação de servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA.

Foram cumpridos, nesta capital, 02 Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal.

Um homem paulista, de 40 anos, foi preso em flagrante pela prática do crime de guarda e comercialização de espécimes da fauna silvestre. Em seu poder foram arrecadados: 04 serpentes, 02 lagartos e 02 jabutis. Em seu desfavor foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e em seguida foi liberado para responder em liberdade.

O outro investigado, um sergipano de 27 anos, detinha em seu poder mais 13 serpentes e uma coruja. Sua motocicleta, com a placa adulterada, foi apreendida. Pelo crime de adulteração de sinal identificador de veículo automotor foi preso e autuado em flagrante ficando à disposição da justiça.

Os animais arrecadados, que não apresentavam sinais de maus-tratos, foram entregues ao IBAMA para as providências necessárias.

O nome da operação faz referência à forma com que um dos investigados se identificava nas redes sociais.

Fonte e foto CS/PF/Sergipe

  Editoria: