PMs negam agressão a advogado e dizem que ele estava visivelmente alcoolizado

PMs negam agressão a advogado e dizem que ele estava visivelmente alcoolizado
fevereiro 25 17:00 2019 Imprimir Conteúdo

Os dois policiais militares que estão sendo acusados pelo advogado Walla Viana, de terem praticado espancamento, registraram um Boletim de Ocorrência, onde negam a versão prestada por ele e afirmam que ele estava visivelmente embriagado.

O desentendimento entre os militares e a suposta vitima  teria começado na noite deste domingo (24), quando o advogado tentou evitar a prisão  de dois homens que tinham se envolvido em uma briga em uma festa no município de Lagarto.

Os policiais, além de negarem as agressões, afirmam que Walla Viana agrediu um dos militares  com um tapa no rosto, e que nesse momento teve inicio uma luta corporal. No BO, consta ainda que o advogado teria danificado o carregador da pistola do militar.

Veja o Boletim de Ocorrência registrado pelos policiais militares

 

Munir Darrage