“PL que privatiza Sistema Eletrobras é um entreguismo”, denuncia João Daniel

novembro 13 06:02 2019 Imprimir Conteúdo

“PL que privatiza Sistema Eletrobras é um entreguismo sem compromisso com a sociedade”, denuncia João Daniel

Na tribuna da Câmara, o deputado federal João Daniel repudiou, durante a sessão desta terça-feira, dia 12, o projeto de lei 5.877/19, do governo Bolsonaro, que quer privatizar o Sistema Eletrobras. O PL chegou ao Congresso e, de acordo com o parlamentar, junto com ele a pressão desse governo liberal, de ultra-direita, para que os parlamentares entreguem mais este importante patrimônio do povo brasileiro. Nosso repúdio e total solidariedade aos trabalhadores e trabalhadoras do setor elétrico”, declarou.

Segundo o deputado, o projeto pretende entregar à iniciativa privada a Eletrobras, maior empresa de energia elétrica da América Latina, composta por 233 usinas, que produzem praticamente um terço da energia consumida no Brasil, com 70 mil quilômetros de linhas de transmissão. Junto com a Eletrobras o governo venderá também os cursos de água dos principais rios brasileiros, como o rio São Francisco, uma vez que estes cursos d’água são fundamentais para a geração de energia.

“O sistema Eletrobras teve, no último ano, mais de R$ 13 bilhões de lucro e o governo quer vender todo sistema por R$ 16 bilhões. Isso é um entreguismo sem nenhum compromisso com a sociedade”, declarou João Daniel. Ele acrescentou que Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes querem fazer caixa com o patrimônio do povo. No entanto esses negócios que estão sendo feitos são crimes contra o Brasil. Ele citou o entendimento do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), de que esta é “mais uma decisão ideológica, com influência direta do mercado financeiro que pretende explorar ao máximo os benefícios de adquirir uma empresa robusta, que no último ano apresentou um lucro de R$ 13,3 bi” no ano passado”, e que se propõem vender por R$ 16 bi”.

João Daniel destacou também a posição do Sindicato dos Eletricitários de Sergipe (Sinergia) de que é preciso construir um novo projeto nacional de desenvolvimento, com soberania e justiça social e para isso defender a Eletrobras e demais empresas estatais de engenharia e tecnologia é condição indispensável.

Para o parlamentar, é preciso que o povo brasileiro se mobilize e exija dos parlamentares que votem contra esse projeto. “Votar a favor desse PL 5.877/19 é privatizar, é aumentar as tarifas e dar dinheiro à iniciativa privada”. Em seu pronunciamento, João Daniel reafirmou sua posição totalmente contrária ao PL e ressaltou que irá continuar a lutar juntamente com os trabalhadores e trabalhadoras e todo o povo brasileiro que além de perder o seu patrimônio irá pagar uma energia mais cara e muitos não terão direito sequer aos serviços.

Por Edjane Oliveira

  Editoria: