Paralisação de rodoviários da Grande Aracaju entra no segundo dia

Paralisação de rodoviários da Grande Aracaju entra no segundo dia
junho 03 08:58 2022

 

Os rodoviários do Grupo Progresso, que faz parte do transporte público da Grande Aracaju, estão em greve pelo segundo dia nesta sexta-feira (03). A medida foi tomada após uma tentativa de acordo com representantes da empresa.

Segundo informações divulgadas pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), 126 ônibus de 38 linhas estão sem circular.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sinttra), Miguel Belarmino, disse que os  trabalhadores reivindicaram o pagamento integral de 70% da folha salarial atrasada referente ao mês de abril e não aceitaram a proposta da empresa, que garantiu quitar metade do valor nesta sexta. Os outros 20% restantes seriam pagos na próxima segunda-feira.

A SMTT informou que permanece acompanhando as negociações entre a empresa e os trabalhadores, e cobrando uma solução para que os ônibus voltem a operar normalmente.

Setransp

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransp) disse que a direção do grupo está tentando negociar com os colaboradores. Veja na íntegra:

“Funcionários questionaram atrasos nos salários, todavia o setor já vem lidando com sérios percalços para se restabelecer. Algumas medidas recém anunciadas pela Prefeitura de Aracaju estão ajudando bastante a amenizar a situação que se agravou em especial na pandemia com acúmulos de débitos com fornecedores somado aos aumentos dos custos do serviço. Porém não resolve o drástico impacto do aumento de custos e queda de receita.

A Prefeitura liberou R$ 4,8 milhões de aporte (cerca de 1/3 desse valor para cada grupo de empresas operadoras) de um montante de R$ 9 milhões, referente a antecipação de vale transporte e pagamento de parte das gratuidades, e o restante será repassado em parcelas já nos próximos meses.

Contudo, essa medida, embora seja de grande valia, não resolve em totalidade o desequilíbrio econômico vivido pelo setor. É preciso que as autoridades públicas se somem a esse serviço que é essencial à população com outras providências, como por exemplo, a redução do ICMS do diesel que representa 18% do preço do combustível. Um insumo que no ano passado chegou a subir 80% e este ano já cresceu mais de 40%.”, afirma.

Linhas afetadas

001-Augusto Franco/Bugio

031-Eduardo Gomes/Centro via Des. Maynard

033-Terminal Rodoviário/Centro via Des. Maynard

034-Terminal Rodoviário/Centro via Lourival Batista

035-Terminal Rodoviário/Mercado via Nova Saneamento

041-Aquarius/Centro via Aeroporto

060-Padre Pedro/D.I.A.

070-Santa Maria/D.I.A.

200 CIC1-Circular Indústria e Comércio 01

301-Luiz Alves/Zona Oeste

307-São Cristóvão/Zona Oeste

310-Terminal Rodoviário/Shopping Riomar

311-Rita Cacete/Zona Oeste

312-Pedreira/Zona Oeste

400-1-Circular Santa Lúcia 01

400-2-Circular Santa Lúcia 02

401-Inácio Barbosa/UNIT/D.I.A.

402-Sol Nascente/D.I.A. via JK

404-Caípe Novo/D.I.A. via Prainha

405-17de Março/D.I.A. via Marivan

406-Aloque/D.I.A.

407-Padre Pedro/D.I.A.

408-1-Paraíso Sul/D.I.A. 01

408-2-Paraíso Sul/D.I.A. 02

414-Marivan/D.I.A.

501-Pov. São José/Zona Sul

503-Conj. Beira Mar/Zona Sul

504-17 de Março/Zona Sul via Aquarius

600 CP1-Circular Praias 01

600 CP2-Circular Praias 02

703-Augusto Franco/Centro via Siqueira Campos

708-Terminal Rodoviário/Centro via Bairro América

710-Veneza/Centro via D.E.R.

711-D.I.A./Centro via Castelo Branco – Suíssa

717-Mosqueiro/Mercado via Beira Mar

720-UNIT/Centro via Jardins

801-Luiz Alves/Campus via Rosa Maria

  Editoria: