Para Samuel, delegados precisam ter autonomia financeira

Para Samuel, delegados precisam ter autonomia financeira
outubro 19 08:26 2018 Imprimir Conteúdo

 

O deputado estadual reeleito, capitão Samuel Barreto (PSC), presidente da Comissão de Segurança Pública na Alese, defende que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) faça a integração das policias militar e civil, afirmando que “integração das Polícias na SSP/SE só acontecerá com isonomia de direitos e deveres dos seus profissionais, a verdadeira integração tem que acontece com outras secretarias, segurança Publica não se faz somente com Polícia. Prevenção é a solução”, disse o deputado.

Samuel Barreto defende também que seja feito uma campanha de combate às drogas e que esse projeto, tenha que ser prioridade da SSP. “Prevenção às Drogas tem que ser prioridade para varias secretarias do Estado,das administrações municipais e secretarias afins, a coordenação e condução feita pela SSP/SE. As Drogas respondem pela maioria dos crimes cometidos, furtos, roubos, homicídios além do tráfico”, defendeu.

Para o parlamentar, a SSP precisa ainda buscar recursos federais para melhor aparelhas as policias. “Secretaria de Segurança Publica tem que focar suas ações nos investimentos, na gestão das ações das Polícias, cobrar resultados dos chefes das instituições, fazer a integração das ações com outras secretarias do estado, com as prefeituras e Governo Federal”.

Para isso, Samuel Barreto defende que a Polícia Civil precisa ter o seu próprio orçamento e a exemplo do que ocorre com a PM, poder realizar o seu planejamento. “Bombeiros com 500 homens têm autonomia financeira e administrativa. A Polícia Civil de Sergipe com mais de 2000 mil homens e mulheres continuam sem conduzir seus destinos, continuam sendo um puxadinho da SSP/SE”.

Ele explica que a “Polícia Civil de Sergipe tem que existir administrativamente e financeiramente, até hoje a única Polícia Civil do Brasil que não tem dotação financeira própria, a PC não pode continuar sendo confundida com a SSP. Delegados tem que ter autonomia financeira na condução da instituição”.

Samuel Barreto conclui a sua orientação afirmando que a “Segurança Pública tem que definir seu projeto baseado na prevenção, principalmente prevenção a crimes contra a vida e pequenos delitos. Estamos com projeto pronto e a disposição”.

O deputado diz ainda que é preciso prevenir para que o crime não ocorra. “Temos 12 anos em que a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe é comandada por Delegados de Polícia Civil, grandes profissionais e homens de bem com foco na investigação e inteligência, sempre após o crime ocorrer. Precisamos prevenir que o crime não corra”, disse.

Munir Darrage

  Editoria: