P de puxadinho

P de puxadinho
agosto 26 08:19 2019 Imprimir Conteúdo

Em Sergipe, o PSL virou um puxadinho do PTB. Nas eleições do próximo ano, o partido do presidente Jair Bolsonaro funcionará no estado como uma reles sublegenda. Em Aracaju, a estrutura do PSL estará a serviço do deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Rodrigo Valadares (PTB). Fundador do PSL no estado e um dos primeiros a apoiar a candidatura de Bolsonaro, o empresário João Tarantela foi descartado do partido tal qual um rolete de cana chupado. Magoado com a traição, ele promete recorrer ao capitão de pijama para retomar o comando da sigla, mas quem já conversou com a cúpula do PSL garante que Tarantela é carta fora do baralho. Danôsse!

Bem na fita

O lucro do Banese no 2º trimestre este ano foi de R$ 41,3 milhões. O Relatório de Resultados, publicado pelo banco nesta segunda-feira, destaca o crescimento da poupança (8,5%), atribuído ao perfil mais conservador da clientela. E olha que há quem defenda a privatização do Banese. O deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB), por exemplo, acha que os rendimentos obtidos pelo banco estatal se assemelham a lucro de bodega. Crendeuspai!

Quem me quer?

O vereador aracajuano Palhaço Soneca anda a procura de um partido pra chamar de seu. Expulso do Cidadania, o moço já recebeu convites do PT, PSD e PDT, porém promete esperar mais um pouco para escolher a nova morada política. Soneca foi escorraçado do Cidadania após ter sido fotografado num animado forrobodó, mesmo estando de licença médica da Câmara. Há quem entenda que o partido exagerou na dose ao punir tão rigorosamente a palhaçada do vereador. Homem, vôte!

Ações aprovadas

E quem esteve em Aracaju foi o presidente do Instituto Legislativo do Senado Federal, Marcos Coimbra. Veio ver de perto as capacitações de servidores feitas pela Escola do Legislativo de Sergipe, através do Programa Interlegis. Para alegria do presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (MDB), Coimbra aprovou o trabalho realizado pelo Legislativo, o que significa a continuidade do Interlegis em Sergipe. Então, tá!

Dois a um

O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) é contra o projeto de abuso de autoridade aprovado pela Câmara Federal a toque de caixa e repique de sino. Para entrar em vigor, a propositura só depende da sanção do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em 2017, Amorim votou contra o tal projeto, enquanto Maria do Carmo (DEM) e Antônio Carlos Valadares votaram a favor que se puna juízes, promotores de Justiça e policiais por abuso de autoridade. Marminino!

Som alto

As pessoas que costumam promover eventos em residências com uso de som devem ficar atentas à legislação. Segundo a Prefeitura de Aracaju, para evitar problemas é preciso ter uma Autorização Ambiental e respeitar o limite de emissão de sons. De 7h às 22h, só são permitidos 60 decibéis. De 22h às 7h, o som não pode ultrapassar os 50 decibéis. Do contrário, o equipamento pode ser apreendido pela Polícia Ambiental. Fique ligado!

Jura inocência

O deputado estadual Talysson de Valmir (PR) jura de pés juntos que jamais usou eleitoralmente a Prefeitura de Itabaiana. Entrevistado pelo Jornal da Cidade, o parlamentar disse que “o nosso caminho é reto, ao lado do povo”. Os argumentos do deputado, porém, não convenceram os magistrados do TRE, que casaram o mandato dele por uso político da máquina pública. Talysson promete recorrer contra a punição ao Tribunal Superior Eleitoral. Ah, bom!

De olho em 2022

Mesmo estando secretário do governo carioca, o ex-deputado federal André Moura (PSC) não deixa de fazer política em Sergipe. Além de recepcionar prefeitos e vereadores sergipanos em Brasília, o moço passa os finais de semana visitando as bases políticas. Sábado último, Moura atendeu convide da Associação de Vereadores da Região Centro-sul e proferiu palestra em Umbaúba sobre “O Pacto Federativo nas Eleições de 2020”. Desta forma, André pavimenta a estrada de olho no pleito de 2022. Aff Maria!

Quem será o pior?

Veja o que publicou a coleguinha Thais Bezerra no Jornal da Cidade: “Dificilmente, os três senadores sergipanos conquistarão o 1º lugar no Prêmio Congresso em Foco. A poucos dias do final da votação, o petista Rogério Carvalho aparece na 10ª colocação, enquanto Alessandro Vieira (Cidadania) está na 16ª posição. A pior performance é da senadora Maria do Carmo Alves (DEM), que patina no 56º lugar”. Misericórdia!

Jus sperniandi

O Tribunal de Contas de Sergipe tem 10 dias para explicar o processo administrativo que objetiva a desaponsentadoria do conselheiro Flávio Conceição. O prazo foi dado pelo desembargador Luiz Mendonça, que acolheu mandado de segurança impetrado pelo conselheiro Clóvis Barbosa contra o procedimento aberto pelo TCE. Há quem aposte uma mariola de goiaba como Clóvis será despejado do TCE visando abrir vaga para Flávio Conceição reassumir como conselheiro. Vixe!

Cabeça de camarão

Diante de tantas bobagens ditas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), um bebinho desaforado saiu com essa: “Será que os médicos do Hospital Albert Einstein esqueceram a bolsa de colostomia na cabeça do capitão?”. Cruzes!

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Diário da Tarde, em 30 de dezembro de 1933.

Resumo dos jornais

  Editoria: