Oposição fratricida

abril 23 07:36 2018 Imprimir Conteúdo

A poucos meses das eleições, a oposição se devora entre si, num processo de autodestruição jamais visto em Sergipe. Primeiro foi o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) quem chutou o pau da barraca e saiu atirando contra o deputado federal André Moura (PSC). O oposicionista Mendonça Prado, pré-candidato ao governo pelo DEM, também escolheu André Moura como alvo e, dia sim outro também, bate no rapaz sem dó nem piedade. Amigos próximos do senador Eduardo Amorim (PSDB) garantem que o tucano será traído em seu projeto de disputar o governo de Sergipe. Segundo o empresário Itabaianense Teixeira Caminhões, André trabalha, por debaixo dos panos, pela derrota de Amorim. Mas não é só isso: de olho dos currais eleitorais dos fichas sujas, pré-candidatos proporcionais oposicionistas torcem que os aliados com pendências judiciais sejam impedidos de disputar a eleição. A continuar assim, a oposição terá dificuldades até para fechar a chapa majoritária. Nem precisa dizer que os governistas estão sorrido de orelha a orelha. Apesar de pequenos desentendimentos, estes seguem unidos em torno da candidatura à reeleição do governador Belivaldo Chagas (PSD).

Mordomia vergonhosa

Estava certo quem disse que melhor do que o Senado só o Céu. Além dos altos salários, casa, comida e roupa lavada, estes senhores e senhoras podem gastar quase R$ 50 mil mensais como bem entender. Levantamento feito pelo portal G1 mostra quanto cada senador “torrou” em 2017 com a chamada cota parlamentar. Os sergipanos Antônio Carlos Valadares (PSB), Eduardo Amorim (PSDB) e Maria do Carmo (DEM) gastaram, respectivamente, R$ 347 mil, R$ 332 mil e R$ 188 mil. Ô vidão!

Dotes literários

Em artigo publicado no jornal O Globo, o ex-governador Albano Franco (PSDB) critica a intenção da Petrobras de fechar a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados, em Laranjeiras. Aliás, a Academia Sergipana de Letras tem feito um bem danado ao acadêmico Albano Franco. Desde que virou imortal, ele não se cansa de escrever bem fundamentados artigos econômicos. A continuar assim, logo, logo, o tucano estará vestindo o fardão da Academia Brasileira de Letras. Duvida?

Cara pálida

 Muitos congressistas que defendem prender adolescentes infratores nas penitenciárias estão sendo processados por crimes diversos. Fosse mais célere, a Justiça já teria condenado estes fichas sujas por meterem a mão grande nos recursos público. Há daqueles que roubaram o dinheiro do povo para comprar votos, pagar festas particulares, alugar carros de luxo e adquirir imóveis em áreas nobres. Estes sim, deveriam ser trancafiados nas insalubres penitenciárias por muito tempo. Marminino!

Obras inacabadas

Os prejuízos gerados pelas obras púbicas inacabadas vão ser discutidos na próxima quinta-feira. Será durante o Café com Debate, marcado para o Atalaia Sesc Hotel, em Aracaju. Já confirmaram presenças como debatedores o superintendente regional do Tribunal de Contas da União, Jackson Souza, e o promotor de Justiça, Jarbas Adelino. Os interessados em participar do evento devem agendar as presenças pelos telefones (79) 99113-3016 e (79) 3303-4881. Participe!

Cadê o meu?

Policiais civis promoveu nesta segunda-feira, uma manifestação contra o governo de Sergipe. Eles cobram antigas reivindicações, como a criação da carreira única, correção da tabela salarial, auxílio alimentação e redução do interstício entre as classes. Os líderes do movimento não afastam a possibilidade de uma greve da categoria. Homem, vôte!

Violência debatida

Produtores de arroz, lideranças políticas e religiosas prestigiaram a 6º Festa do Arroz do povoado São Miguel, em Propriá. Os participantes debateram sobre a fraternidade e superação da violência, tema central da Campanha da Fraternidade. Realizado no último sábado, o evento foi organizado pela Cáritas Diocesana de Propriá e pelo Movimento dos Pequenos Agricultores. Legal!

Menos vale mais

Para ser eleito deputado, além de obter votos para si, o candidato também depende dos sufrágios que serão dados ao partido ou à coligação a que pertence. Ao contrário dos cargos majoritários, cujo eleito é o mais votado, no caso dos parlamentares a vitória depende do cálculo do quociente eleitoral e partidário. Graças a eles, um candidato A, mesmo sendo mais votado que um candidato B, poderá não ser eleito se o seu partido não alcançar o quociente eleitoral. Coisas da política!

Tribunal político

Criado em 1969 para fiscalizar as ações do governo e da Assembleia, o Tribunal de Contas de Sergipe também funciona como biombo político. Para se ter uma ideia, três dos sete conselheiros elegeram filhos e esposo para a Assembleia. Estranho nisso tudo é que ninguém fiscaliza essa estreita e estranha relação do TCE com a política partidária. Misericórdia!

Viva a liberdade

Até agora, 1.465 travestis e transexuais brasileiros já solicitaram à Justiça Eleitoral a inclusão de seus nomes sociais no título de eleitor. Eles também podem pedir a emissão de título de eleitor com seu nome social. A inclusão do nome social e a atualização da identidade de gênero podem ser feitas no cartório eleitoral. Basta apresentar um documento de identificação com foto no ato da solicitação. Melhor assim!

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Laranjeirense, em 26 de fevereiro de 1888.

Resumo dos Jornais

  Editoria: