“A opinião de Rogério foi equivocada, arrogante e inoportuna”, diz Bittencourt

“A opinião de Rogério foi equivocada, arrogante e inoportuna”, diz Bittencourt
novembro 06 12:53 2018 Imprimir Conteúdo

Na Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju, o vereador Professor Bittencourt (PCdoB) fez um pronunciamento sobre as declarações do senador eleito Rogério Carvalho (PT) em relação à participação do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) na campanha do governador Belivaldo Chagas (PSD) e do candidato à presidência da República, Fernando Haddad (PT).

“É preciso ser cego do coração ou não querer enxergar a participação do prefeito Edvaldo Nogueira na campanha. Ouvir de Rogério que o prefeito não participou e não votou nele é um equívoco. Edvaldo reuniu mais de 3 mil pessoas no Iate, no Emes e articulou diversas reuniões para falar de Rogério, Jackson, Haddad e Belivaldo. Edvaldo durante o dia toma conta da gestão pública, que é obrigação dele e foi eleito para isso, e à noite, durante a campanha, estava em todos os lugares pedindo voto. O próprio Rogério estava presente na maioria deles”, afirmou Bittencourt, que é presidente do PcdoB em Sergipe. “Edvaldo ajudou muito mais a Rogério que Rogério o ajudou quando foi candidato a prefeito de Aracaju”, complementou.

Na opinião de Bittencourt, o comentário de Rogério Carvalho deselegante e antirrepublicano. “A opinião de Rogério foi equivocada, arrogante, desagregadora e inoportuna. Além disso, o meu amigo Márcio Macedo afirmou a possibilidade de ter uma candidatura do PT para a prefeitura de Aracaju. Todos os partidos da base têm legitimidade para ter um candidato, mas acho estranho alguém que chegou na administração e ajudou a eleger Edvaldo venha dizer que já tem um candidato. Antecipar o jogo eleitoral de 2020 e 2022 é um erro. Ao afirmar isso, seria de bom tom dizer que deixará a administração para concorrer”, pontuou.

Na visão de Bittencourt, o momento é de somar forças e energias para ajudar a Belivaldo a fortalecer o estado de Sergipe.  “Somos um grupo. Alguém que foi eleito senador tem que ser magnânimo no momento da vitória. É na vitória que nos revelamos. Nesse momento, Rogério precisa reunir as pessoas e dizer que é preciso construir consensos e tornar o grupo unido. Não dar cotovelada em todos a partir da sua avaliação e dizer que os outros estão errados, cobrando posturas que às vezes eles não tem. Essa conversa do final da eleição de 2018 pensando nas campanhas de 2020 e 2022 é um desserviço de quem só quer olhar para seu umbigo como o centro da política. É o momento de arregaçar as mangas e trabalhar pelos sergipanos. Tenho certeza que Rogério cumprirá o seu mandato no Senado com muita determinação e comprometimento em prol do povo de Sergipe”, reforçou.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: