O buraco é mais embaixo

fevereiro 22 08:11 2019 Imprimir Conteúdo

Na contramão do discurso anticorrupção, este governo militar decidiu reeditar a velha política do toma lá, dá cá. Esta é a única moeda capaz de garantir a aprovação da reforma da Previdência. Visando diminuir a ansiedade dos deputados, o Palácio do Planalto vai acelerar a liberação de emendas parlamentares e atender as indicações políticas para cargos do segundo e terceiro escalões. Ao ceder as pressões pela volta da velha política de que “é dando que se recebe”, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sepulta mais uma de suas promessas de campanha: acabar com as indicações políticas sem nenhum critério e a liberação de emendas em troca de votos no Congresso. Diante da forte pressão parlamentar, o capitão de pijama abriu a guarda. Ele os que o cercam sabem que não se aprova nada na Câmara ou no Senado apenas com o discurso de que chegou para mudar. Diferente da campanha, na vida real o buraco é bem mais embaixo. Crendeuspai!

Unha e carne

A oposição não deve estar gostando nadica de nada da afinidade do governador Belivaldo Chagas (PSD) com o prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC). Ontem, na posse do presidente da Deso, Carlos Melo, os dois pareciam velhos aliados em animada conversa de pé de ouvido. Nem precisa dizer que, embora sendo oposição, dificilmente o deputado Ibrain Monteiro (PSC) – filho do prefeito – votará contra o governo. Vixe Maria!

Prefeito foragido

A Polícia amanheceu, hoje, na porta do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro (PSC). Foi cumprir ordem de prisão, mas o gestor deu no pé antes da chegada da força policial. Também são considerados foragidos o genro do prefeito, Igor Ribeiro Costa Aragão e os empresários Joel do Nascimento Cruz e Gildo Pinto dos Santos. Os quatro tiveram prisão preventiva decretada, sob a acusação de lavagem de dinheiro e otras cositas más. Misericórdia!

Entregaram-se

No final da manhã desta sexta-feira, o prefeito e o genro Igor Ribeiro Costa Aragão se entregaram à Polícia, em Aracaju. Os dois empresários seguem foragidos. Após prestarem depoimentos no Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública da Polícia Civil (Deotap), Valmir e Igor foram conduzidos ao Presídio Militar, onde permanecem à disposição da Justiça. O Ministério Público Estadual informou que o Valmir, Igor e os dois empresários tomaram conhecimento antecipadamente da operação policial. Danou-se

Quase centenária

A sergipana dona Jonoca completou, ontem, 99 anos de vida bem vivida. Nem precisa dizer que a família e amigos dela se reuniram em Santa Rosa de Lima para festejar o aniversário, que teve de bolo à missa em Ação de Graça. A quase secular senhora vem a ser tia do ex-governador Jackson Barreto (MDB). Segundo JB, chegar a esta idade “é verdadeiramente, uma obra de Deus. Pedimos ao senhor Jesus a graça de, no próximo ano, comemorarmos o centenário de tia Noca, a matriarca da família Barreto Lima”. Parabéns!

Crise da carne

E o deputado federal Bosco Costa (PR) culpa os governos passados pela crise da carne bovina em Sergipe. Segundo ele, a legislação federal exigindo a adequação dos matadouros às normas de vigilância sanitária foi aprovada há mais de 10 anos. “Os sergipanos estão sofrendo com a falta de carne devido à inércia do poder público, que não construiu novos abatedouros nem regularizou os já existentes”, discursa Costa. É vero!

Abaixo o privilégio

Pressa na votação da Proposta de Emenda à Constituição propondo o fim do foro privilegiado. Este foi o apelo feito a Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara Federal, pela Frente Parlamentar Mista pela Ética e Combate à Corrupção. Presente à reunião na casa de Maia, o senador Alessandro Vieira (PPS) disse que “se a PEC for aprovada pelos deputados sem alteração, segue direto para promulgação e vira lei”. Deus te ouça!

2º escalão

O governador Belivaldo Chagas (PSD) deu posse, ontem, a mais dois integrantes do 2º escalão. Henrique Machado Sobral assumiu a presidência da estatal Cohidro. Substituiu Carlos Melo, que retornou à presidência da Deso. Chagas aproveitou a posse de Melo para informar que a privatização daquela autarquia nunca esteve no seu radar. O governador defendeu, no entanto, que a Deso se modernize e continue viável. Tomara!

Lula livre

E quem esteve visitando Lula da Silva (PT) na cadeia foi o vice-presidente do Partido dos Trabalhadores, Márcio Macêdo. Os dois discutiram sobre a caravana petista, que percorrerá o país defendendo a liberdade do ex-presidente. “Vamos rodar o Brasil conversando e explicando que queremos a liberdade de Lula porque ele é inocente”. Então, tá!

Sem folia

As prefeituras sergipanas só podem bancar festas de carnaval se os salários dos servidores estiverem rigorosamente em dia. A advertência é do Tribunal de Contas de Sergipe. A proibição se fundamenta na Resolução nº280/2013 do TCE, que veda a realização de eventos festivos, “quando da decretação de calamidade pública ou em caso de inadimplência com os servidores públicos”. Marminino!

Cordel vive

A Literatura de Cordel pode virar patrimônio cultural de natureza imaterial de Aracaju. Ontem, a Câmara Municipal aprovou em 1ª votação projeto neste sentido de autoria do ex-vereador Iran Barbosa (PT). Trazida para o Brasil pelos portugueses, esta literatura foi difundida principalmente no Nordeste. Na época que não existia energia elétrica, rádio, nem televisão, era o cordel que levava a informação e entretenimento aos sertanejos. Legal!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Tribuna de Aracaju, em 31 de outubro de 193.

Resumo dos Jornais

  Editoria: