Novos cadetes partem para o Curso de Formação de Oficiais em Goiás

agosto 10 08:25 2019 Imprimir Conteúdo

O curso é destinado para os candidatos que foram aprovados no concurso para ocuparem a vaga de alunos oficiais

Neste sábado, 10, os candidatos que foram aprovados no concurso para ocuparem a vaga de alunos oficiais, viajam para Goiás para o início do Curso de Formação de Oficiais (CFO), a fim de adquirirem conhecimentos técnicos para o desempenho de funções do quadro de oficiais do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE).

O coronel Isaú Júnior, diretor de pessoal do CBMSE, comenta que após 12 anos sem militares formados, é de suma relevância que esses novos alunos voltem preparados para melhorar ainda mais a Corporação. “Começamos efetivamente a matricular os alunos do CFO, com o objetivo de prepará-los para entrar na área militar. Nesse processo, eles irão aprender a ser gestores, fazer treinamentos específicos, como salvamento em altura, resgate veicular, preparação aquática, ou seja, é um curso voltado para o atendimento de emergência de bombeiro militar. Isso é muito importante, pois estamos enfrentando problemas com envelhecimento da tropa, é necessário fazer substituições dos militares reformados, bem como trazer novos para revigorar a tropa com mais aperfeiçoamentos”, completa o coronel.

O cadete BM, Pedro Luduvice, fala sobre os sentimentos da equipe para o curso. “Estamos bem ansiosos para o início do curso de formação, foi uma espera muito longa, mas deu tudo certo. Estamos com um pouco de medo da mudança da vida civil para a militar, mas muito entusiasmados por servir ao nosso estado, e por ter a honra de fazer esse curso numa academia preparada em Goiás, e com todo auxílio do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe”, frisa.

A cadete BM, Valeska Cabral, está muito emocionada para essa nova fase que se inicia. “Eu estou muito animada, com uma leve ansiedade, mas é positiva. Vai ser muito satisfatório passar por esse processo, ser militar é um sonho meu antigo, vai ser bom enfrentar meus medos”, diz.

Fonte: CBM/SE

  Editoria: