No Dia da Imunização, Prefeitura alerta sobre importância da vacina para evitar doenças

junho 09 13:32 2020 Imprimir Conteúdo

Manter a carteira de vacinação em dia diminui a probabilidade de contrair diversas doenças, seja na fase inicial da vida, ainda bebê, ou mesmo já adulto. Desta forma, para conscientizar a população da importância da vacinação, o dia 9 de junho é lembrado como o Dia da Imunização.

Na capital, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), dispõe de salas de vacinas em suas Unidades Básicas de Saúde, além de promover ações estratégicas nas grandes campanhas nacionais.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, estabelece um calendário nacional de vacinações contra as principais doenças que atingem crianças, jovens, adultos, idosos e gestantes. Em Aracaju, o programa é desenvolvido por meio da Rede de Atenção Primária (REAP) e é responsável por abastecer as Unidades Básicas de Saúde sempre que recebe as doses repassadas pelo Estado. A coordenadora do Programa de Imunizações da SMS, Ilziney Simões, alerta sobre a importância de seguir o calendário de vacinação.

“A Organização Mundial da Saúde alerta que a imunização salva milhões de vidas, e que é uma das intervenções globais mais reconhecidas com sucesso. Aqui no Brasil, o Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, oferta um calendário que disponibiliza 19 vacinas, que previnem mais de 20 doenças, desde o recém-nascido até o indivíduo adulto. É essencial que todos se sensibilizem da importância de se vacinar, com saúde não se brinca”.

Campanha Influenza prorrogada

Sendo uma das campanhas nacionais de maior relevância, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, este ano, foi prorrogada pelo Ministério da Saúde, para até o dia 30 de junho. Com a extensão do prazo, os grupos prioritários da campanha que ainda não receberam a dose terão a oportunidade de ser imunizados e manter a carteira de vacinação em dia.

Mesmo Aracaju tendo atingido, até o momento, 82% da meta geral, alguns grupos que fazem parte da terceira fase, estão com índice de imunização baixo. Dos que compõem essa fase, as crianças, gestantes, puérperas e adultos com idade entre 55 e 59 anos estão com índices entre 30% e 40%.

As doses são ofertadas nas Unidades Básicas de Saúde da capital [exceto às que estão com atendimento exclusivo para síndrome gripal]. As pessoas que fazem parte dos demais grupos da campanha contra a Influenza que ainda não foram imunizadas, ainda podem se dirigir às UBS, para receber a dose.

Foto Sérgio Silva

 

  Editoria: