“Ninguém quer reforma da Previdência em 2018”, diz Isac Silveira

“Ninguém quer reforma da Previdência em 2018”, diz Isac Silveira
novembro 07 13:59 2018 Imprimir Conteúdo

por Abrahão Crispim

Durante o Grande Expediente, na manhã desta quarta-feira, 7, o vereador Isac Silveira (PCdoB) fez uso da Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) para criticar a reforma proposta durante o governo Temer, que não chegou a ser votada ainda em plenário já que o capital político do emedebista foi desgastado.

Para Isac Silveira, o obstáculo maior à reforma em curso são os interesses pontuais daqueles com a caneta para aprová-la. “A turma do atraso conspira rumo ao desastre geral. Atualmente 48% das despesas primárias do Estado são consumidas por aposentadorias e pensões. Em outras palavras: quase metade tudo que a União arrecada evapora nessa rubrica. O número avança absurdamente a cada ano e estima-se que já no exercício de 2024 nada menos que 100% do orçamento serão gastos no sistema previdenciário, caso nada seja feito”, diz.

Ainda em seu pronunciamento, o parlamentar informou que o futuro ministro da economia Paulo Guedes declarou que o novo governo vai sondar a atual legislatura do Congresso Nacional para ver se é possível aprovar o texto da reforma da Previdência apresentado pelo presidente Michel Temer. “A proposta de emenda constitucional já passou por uma comissão especial do Legislativo, mas ainda precisa ser submetida a votações nos plenários da Câmara e do Senado”, ressaltou.

Por fim, o Isac diz que respeita a escolha por Bolsonaro para presidência da república, para os próximos quatro anos. “Precisamos ter respeito às urnas e à vontade soberana do nosso povo, fundamento do regime democrático nos países civilizados”, concluiu.

 

  Editoria: