Negado pedido de habeas corpus ao radialista George Magalhães

Negado pedido de habeas corpus ao radialista George Magalhães
setembro 16 06:19 2018 Imprimir Conteúdo

O radialista George Magalhães, preso na sexta-feira (14) sob suspeita de estupro e tentativa de subornar uma das testemunha da vítima que teria sofrido atentado no prédio em que trabalha, o mesmo que George tem apartamento, já foi transferido do Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho (Compajaf), localizado no bairro Santa Maria, em Aracaju, para a Cadeia Pública Territorial de Estância.

A defesa de George Magalhães está empenhada em conseguir o habeas corpus, para que o radialista responda em liberdade.

O cadeião de Estância foi inaugurada em 2016 e tem área total de 10.988 m², sendo 3.557 m² de área construída, que deve abrigar 196 vagas para presos provisórios. A construção foi resultado de uma parceria entre o Governo do Estado e o Federal, através do Ministério da Justiça, com financiamento pela Caixa Econômica Federal.

Habeas corpus – o Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE), através da desembargadora Ana Lúcia Freire dos Anjos, negou neste sábado (15), o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do radialista George Magalhães. Na sexta-feira (14), ele foi encaminhado à Cadeia Pública Tabelião Filadelfo Luiz da Costa, conhecida como ‘Cadeião, no município de Estância.

Foto: arquivo pessoal/Facebook

 

  Editoria: