Missão do FIDA avalia positivamente a execução do Projeto Dom Távora

Missão do FIDA avalia positivamente a execução do Projeto Dom Távora
julho 29 12:25 2020 Imprimir Conteúdo

Projeto sergipano, que já beneficiou 9.856 famílias, é considerado um dos mais proativos nas ações mitigadoras da pandemia de Covid-19

Foi concluída com resultados positivos, a missão de supervisão do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) ao Projeto de Negócios Rurais para Pequenos Produtores em Sergipe – o Projeto Dom Távora, realizado em Sergipe pelo Governo Estado, através da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri). No documento final, assinado pelo chefe de missão FIDA e oficial de programas para o País, Leonardo Bichara, a instituição internacional reconhece os avanços do Projeto Dom Távora em sua execução desde a última supervisão, realizada em fevereiro de 2020. Na avaliação, o FIDA aponta que a execução física e financeira dos Projetos de Negócios Rurais continuou a evoluir nos últimos meses, mesmo com a pandemia interrompendo grande parte dos trabalhos de campo.

De maneira remota, 45 reuniões foram realizadas em videoconferências com beneficiários, técnicos do projeto; equipe de serviço de extensão rural da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) de Neópolis, Poço Verde, Aquidabã e Carira; especialistas em cadeias produtivas, como a piscicultura e aquicultura, ovinos e caprinos, avicultura caipira, artesanato e turismo rural, comunidades quilombolas e gênero, que prestam serviço via Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Na avaliação da missão FIDA, o projeto sergipano se posiciona como um dos mais proativos nas ações mitigadoras da COVID-19, destacando-se ações de compra e distribuição de 40 toneladas de sementes crioulas e máscaras de beneficiários quilombolas, além de assessoria técnica constante e inovadora. O Projeto Dom Távora desembolsou 99% dos recursos FIDA e hoje alcança a marca de 9.856 famílias beneficiadas por meio de PN e outros programas de investimento – ou seja, 99% da meta pactuada e 82% do total de beneficiários foram atingidos [12.000 famílias], superando a meta em vários indicadores, como o número de produtores capacitados em gestão organizacional e gestão de negócios rurais.

O secretário de Estado da Agricultura, André Luiz Bomfim Ferreira, durante a vídeo conferência de encerramento, agradeceu mais uma vez a forma com a equipe do FIDA vem contribuindo para o aperfeiçoamento do Projeto Dom Távora. “O projeto está deixando uma marca muito importante, de ampliar e melhorar a estrutura da agricultura familiar em nosso estado, fortalecendo diversas cadeias produtivas, priorizando mulheres, jovens e comunidades tradicionais. É isso que queremos até o final deste projeto”, disse o secretário.

Destacando que o foco da equipe, agora, será concluir os projetos com grande parte das metas fechadas até dezembro deste ano, o coordenador geral do Projeto Dom Távora, Gismário Nobre, também considerou satisfatórias as conclusões elencadas pelo FIDA em seu relatório final. “Fico muito feliz com o resultado a avaliação da equipe do FIDA que reconhece os avanços do Dom Távora, graças ao trabalho coletivo, que tem contribuição de várias instituições, como PNUD, Emdagro, Pronese, que se somaram aos técnicos do projeto para chegar a este resultado positivo”, pontuou Gismário.

Fase final do Projeto

O Projeto Dom Távora já apoiou financeiramente a realização de 154 projetos de negócios rurais em Sergipe. Ficou pactuado com o FIDA o encerramento físico e financeiro de 117 projetos, bem como a conclusão da distribuição das sementes de feijão, milho, e hortaliças para 4.000 famílias no contexto da COVID-19 até setembro de 2020. A partir de agora, o Dom Távora entra na sua fase final, restando oito meses para o conclusão de todos os projetos, que devem ser encerrados até março de 2021.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: