Minha pré-candidatura é para o senado, afirma delegado Alessandro Vieira

Minha pré-candidatura é para o senado, afirma delegado Alessandro Vieira
julho 19 07:44 2018 Imprimir Conteúdo

“Mas do que nunca minha pré-candidatura é para o Senado como sempre foi”. Foi desta forma que o delegado Alessandro Vieira (REDE) começou sua entrevista aos jornalistas Paulo Souza e Rosalvo Nogueira na emissora Jovem Pan na manhã do dia 18.07. Ainda ressaltou que “minha pré-candidatura é uma opção efetiva de renovação com novas práticas de fazer política e posições coerentes com os princípios que eu defendo”.

Sobre o aluguel do prédio do Mistão que hoje abriga o Centro Administrativo da Saúde e que está com ordem judicial de despejo, o delegado Alessandro Vieira relembrou que o Movimento Atitude Sergipe (MOVA-SE), ao qual faz parte, ingressou com ações na justiça para impedir a contratação desse aluguel por constatar a inviabilidade desse contrato. Ainda fez críticas ao governo do Estado afirmando que “quem vai pagar esse prejuízo é o cidadão sergipano por mais um ato de irresponsabilidade e incompetência da gestão”.

Segundo Alessandro Vieira é no Senado que Sergipe mais precisa de uma renovação porque ou “são pessoas que passaram por muito tempo no cargo e produziram muito pouco ou são pré-candidatos que apresentam uma folha corrida e não currículo e essas pessoas não representam o sergipano”.

Sobre a conversa com os Valadares, o delegado Alessandro Vieira falou que tem todo respeito pelo PSB, mas seu posicionamento foi a clareza de que não caminharia num projeto que não fosse de renovação verdadeira. “Eu não vou dar qualquer tipo de apoio àquilo que não seja absolutamente e efetivamente vinculado a renovação em Sergipe”, ressaltou o pré-candidato.

O pré-candidato da REDE ao senado criticou a forma como os atuais parlamentares sergipanos liberam as emendas parlamentares afirmando que eles distribuem o dinheiro como querem buscando acordos de conveniência eleitoral ao invés de aplicar onde realmente necessita. A proposta apresentada pelo Alessandro Vieira é que através de aplicativos de celular, os cidadãos escolham em quais áreas as emendas federais devem ser aplicadas diminuindo o poder dos políticos e dando poder ao verdadeiro donos do dinheiro público que são os cidadãos sergipanos.

Questionado por um ouvinte, qual a proposta para o sistema socioeducativo para menores infratores, o delegado Alessandro Vieira disse defender uma revisão no ECA, onde haja um endurecimento no tratamento do adolescente infrator que comete crimes graves ou reincidentes e haja uma separação e tratamento diferenciado entre os menores infratores com menor periculosidade dos menores infratores com maior periculosidade. “Sou contrário à mera diminuição da maioridade penal porque essa medida somente vai fortalecer as facções do PCC e Comando Vermelho fornecendo mais membros para suas quadrilhas”, ressaltou Vieira. Ele também reforçou que não pretende utilizar recursos do fundo eleitoral e que vai fazer a campanha com doações de apoiadores, através do site votolegal.com.br/em/delegadoalessandrovieira

Fonte e foto assessoria

  Editoria: