Mestrado em Turismo do IFS abre inscrição para Fórum de Debates

novembro 21 10:46 2019 Imprimir Conteúdo

O ‘Café com Ciência’ vai discutir o papel dos municípios na gestão do turismo

O turismo tem ganhado destaque ao longo dos anos, principalmente no cenário econômico. Por isso se faz necessária a discussão sobre planejamento e gestão no contexto do desenvolvimento local e regional. Para discutir esse e outros temas acerca dessa atividade, o Programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Turismo do Instituto Federal de Sergipe vai realizar no próximo dia 28, às 14h, no auditório do Centro de Pós-Graduação do IFS, o Fórum Permanente de Debates ‘Café com Ciência’.

O Fórum é gratuito e as inscrições são realizadas através do Sistema de Publicações, SisPubli até o dia do evento. Nesta quarta edição, o ‘Café com Ciência’ terá como tema principal ‘O Papel dos Municípios na Gestão do Turismo’. A intenção é saber como os municípios estão desenvolvendo as suas ações no planejamento e na gestão do turismo local. Para tanto, foram convidados a secretária de Turismo do Estado de Sergipe, Waleska Carvalho; as diretoras de Turismo dos municípios de São Cristóvão, Fabiana Almeida da Silveira e, de Laranjeiras, Cassandra Teodoro Calegari, além do secretário de Turismo do município da Barra dos Coqueiros, Adailton Fontes Martins.

O Café com Ciência é uma ação do Programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Turismo – PPMTUR – e dos alunos dos cursos de graduação e de mestrado em Turismo, do Instituto Federal de Sergipe e tem apoio da PROPEX – Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão.

De acordo com o coordenador do PPMTUR, professor Lício Valério Vieira, o fórum é uma oportunidade de debater temas na perspectiva de apresentar alternativas de ordenamento da atividade turística no Estado. “O Café com Ciência tem se consolidado como espaço de diálogos entre mercado, governos e academia, pois permite a troca de experiências e de alternativas científicas para o planejamento e a gestão do turismo principalmente em Sergipe”, concluiu.

Instituto Federal de Sergipe – IFS

 

  Editoria: