Márcio lê carta de Lula a militantes: “Vocês são o meu grito de liberdade todo dia”

Márcio lê carta de Lula a militantes: “Vocês são o meu grito de liberdade todo dia”
abril 19 06:03 2018 Imprimir Conteúdo

 

Em Curitiba (PR) desde a prisão de Lula, o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, leu nesta quarta-feira (18), uma carta escrita pelo ex-presidente para a militância que segue na capital paranaense, em apoio e resistência.

Na carta, lida por Márcio, a pedido do próprio Lula, o ex-presidente diz que, pela militância e pelo povo brasileiro, “valeu a pena nascer e valerá a pena morrer”.

Ainda no escrito, ele também manifestou palavras de carinho para os que já o acompanham. “Vocês são o meu grito de liberdade todo dia. Se eu não tivesse feito nada na vida, e tivesse construído com vocês essa amizade, já me faria um homem realizado”.

O recado do ex-presidente foi passado através de sua equipe de advogados, e lido por Márcio Macedo num ato realizado nesta tarde, em frente à sede da Polícia Federal.

Antes de ler a carta de Lula, Macedo agradeceu às pessoas da cidade de Curitiba pela recepção e, especialmente, pelas doações de comida que asseguram a continuidade do movimento. “Dizem que Curitiba é uma cidade conservadora, mas estamos encontrando muita solidariedade, ao contrário do que alertavam. Então, agradecemos”, afirmou.

Esta é a segunda mensagem de Lula, desde sua prisão em 7 de abril. Na primeira, ele falou sobre a sensação de estar sendo injustiçado. “Continuo acreditando na justiça e por isso estou tranquilo, mas indignado como todo inocente fica indignado quando é injustiçado”, reafirmou.

Por Valter Lima

Foto assessoria

  Editoria: