Márcio: “Edvaldo trabalha nos grandes corredores da cidade e abandona a periferia”

Márcio: “Edvaldo trabalha nos grandes corredores da cidade e abandona a periferia”
novembro 04 13:29 2020 Imprimir Conteúdo

Durante ‘Carreata 13’ em algumas localidades da Zona Norte, petista constatou o abandono das ruas e descaso com o povo

Em passagem por alguns pontos da Zona Norte, como o Dom Luciano, Goré e Ponta da Asa, o candidato a prefeito de Aracaju, Márcio Macêdo (PT), lamentou a falta de investimentos na região e ouviu, dos moradores, algumas denúncias sobre o abandono que as ruas se encontram. O diálogo ocorreu na noite desta terça-feira, 03, durante mais uma agenda política da campanha petista na capital.

As fortes chuvas que vêm sendo registradas na capital nos últimos dias, aliadas à falta de manutenção na pavimentação das vias, com algumas ainda na piçarra, têm provocado uma série de transtornos às regiões visitadas, com diversos pontos de alagamento e lama. Fator que, para Márcio, reforça o sentimento de abandono que a população tem vivido. “Isso é falta de gestão. O prefeito só trabalha nos grandes corredores da cidade e abandona a periferia. O povo está cansado de tanta lama. Falta saneamento, falta urbanização. A zona norte não pode ter tratamento diferenciado das zonas mais ricas de Aracaju”, afirmou.

A situação tem sido frequente por, no entendimento de Márcio, as regiões periféricas terem sido retiradas das prioridades da atual administração e, também, da remoção do povo no debate e orçamento participativo da capital. O que, para ele, demonstra insensibilidade, má gestão e ausência de diálogo com os aracajuanos e aracajuanas.

“Em nossa gestão, o povo voltará a ser prioridade. Meu compromisso é retomar o orçamento participativo, com o povo ajudando a tomar as decisões. Vamos mudar essa realidade, inverter prioridades e trabalhar para os mais pobres”, ressaltou, lembrando que, nas gestões do PT, o diálogo com a população era algo constante.

Da assessoria

Foto: Elder Gonçalves

  Editoria: