Mais de quatrocentos mil sergipanos estão aptos à imunização contra a Influenza, diz secretaria

Mais de quatrocentos mil sergipanos estão aptos à imunização contra a Influenza, diz secretaria
maio 03 15:38 2022

 

Os novos grupos prioritários que já podem procurar as unidades de saúde em todo o estado são: crianças de 6 meses a menor de 5 anos de idade

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) iniciou na última segunda-feira, 2, mais uma fase da 24ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. Em Sergipe, quatrocentos e sete mil pessoas estão aptas a receberem a vacina nesta etapa.

Os novos grupos prioritários que já podem procurar as unidades de saúde em todo o estado são: crianças de 6 meses a menor de 5 anos de idade, que também receberão a vacina contra o sarampo, gestantes, puérperas, população indígena, professores, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo rodoviários, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade, adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativa.

O cronograma da campanha foi delimitado pelo Ministério da Saúde com o objetivo de conter os vírus da gripe que estão em maior circulação no país: H1N1, H3N2 e Influenza A. A gerente Estadual do Programa de Imunização, Sândala Oliveira, reitera que é fundamental a adesão da população prioritária.

“É preciso seguir as etapas da campanha, quando as pessoas estão vacinadas a transmissão diminui, por isso, é importante que as pessoas tenham consciência de que são muitos vírus gripais em circulação. Então, quanto mais cedo os grupos prioritários procurarem a unidade de saúde para serem vacinados, mais cedo estaremos imunizados”, afirma.

A segunda fase da campanha terá apenas um mês de duração, a previsão de encerramento é no dia 3 de junho. A SES pede à população que não deixe para tomar a vacina nos últimos momentos, orienta que os grupos aptos procurem com brevidade uma Unidade Básica de Saúde.

Foto: ascom/ SES

  Editoria: