Mãe contesta informação sobre morte e filho e quer que SSP investigue o caso

Mãe contesta informação sobre morte e filho e quer que SSP investigue o caso
maio 28 13:08 2019 Imprimir Conteúdo

A morte de um homem ocorrido em agosto de 2018, no povoado Capubga, no município de Moita Bonita, tem tirado o sono da mãe da vitima, que não acredita em morte natural, como consta no atestado de óbito.

O caso está sendo denunciado pela senhora Marlene Maria, mãe de Robson Santos de Jesus, 30 anos, que chegou a ser atendido por uma equipe do Samu à época, e que ao chegar ao local, comprovou a sua morte.

Na manhã desta terça-feira (28), D. Marlene Maria concedeu entrevista ao radialista Sandoval Noticias e afirmou que ele “não morreu de morte natural não”. Ainda segundo ela, “familiares acreditam que ele foi estrangulado e não acredita na versão de morte natural”, disse ela.

O caso, caso seja reaberto pela polícia, alguns situações terão que ser esclarecidas, já que segundo familiares, “duas pessoas viviam em briga para ficarem com o Robson em relacionamento”. A mãe explicou que “seria uma mulher e um homem” que supostamente teriam tido um caso amoroso com Robson.

Por conta disso, “a família pediu ajuda para que esse crime não fique em pune”, dizem os familiares, acreditando que ele tenha sido vitima de estrangulamento.

 

  Editoria: