LBV aposta em oficinas de música como instrumento para inclusão social

LBV aposta em oficinas de música como instrumento para inclusão social
setembro 21 08:50 2018 Imprimir Conteúdo

As atividades musicais ajudam na disciplina, na concentração, além de despertar e potencializar talentos

A Legião da Boa Vontade (LBV) acredita na união de esforços. Por isso, realiza em todo o Brasil e no exterior uma série de atividades voltadas para o desenvolvimento social, cultural, artístico e esportivo de crianças e adolescentes inseridos em seus programas e projetos socioeducacionais. Tudo isso sob o prisma dos Valores Ecumênicos — Amor, Fraternidade, Respeito, entre outros — seu diferencial.

No campo da cultura e da arte, é forte o desempenho da Entidade em oferecer a meninas e meninos de baixa renda oficinas que possam desenvolvê-los na música, descobrindo e potencializando talentos, além de ser um espaço de conhecimento, pois eles estudam os grandes músicos brasileiros e internacionais, partituras, estilos musicais, instrumentos e também têm aula de canto.

Quando o assunto é música, não se pode deixar de destacar o brilhantismo do Coral Ecumênico Infantojuvenil Boa Vontade, formado pelas meninas e meninos atendidos pela Instituição, a afinação e a disciplina dos coralistas mirins já foi destaque até mesmo em grandes veículos de comunicação. Isso se deve ao bom proveito atribuído pelos pequenos à divertida atividade de canto, que encanta.

De nota em nota, com o auxílio dos educadores sociais da LBV, as crianças preparam bonitos repertórios para apresentar nos eventos promovidos em datas comemorativas pela Instituição e em espetáculos culturais, aos quais são convidadas para participações especiais.

De acordo com o educador social Carlos Oliveira, além da percussão, violão, teclado e o canto, a flauta doce proporciona diversos benefícios a eles. ” é um instrumento musical que desenvolve a concentração e a memorização, além da percepção auditiva, isso é muito positivo para o desenvolvimento deles. Portanto, trabalho a junção dos instrumentos musicais, pois cada som desperta a curiosidade de interpretar a canção que a gente gosta, seja da forma mais simples, batendo as mãos ou os pés.

Com aulas de percussão, esses batuques empolgam também crianças e adolescente atendidos pela LBV em Aracaju. “A gente aprende muito aqui na LBV, quando cheguei não sabia nem para quer servia os buracos na flauta, não sabia nada de música, não tinha noção de nota musical, não sabia ler partitura e nem o que era, hoje eu toco flauta, já me apresento, me sinto um artista, muita emoção quando vou aos eventos apresentar, me concentro bastante para não errar. ” Destacou Vinicius dos Santos, de 11 anos.

Na LBV é assim: a música é percebida como um importante instrumento para oferecer novas perspectivas a crianças e adolescentes que muitas vezes não teriam contato com esses instrumentos. Vale reforçar que todo esse trabalho conta com a parceria de profissionais da área musical, que se disponibilizem voluntariamente no desenvolvimento dessas oficinas.

Visite, apaixone-se e ajude a LBV! Rua Reis Lima, 181 – Industrial. Informações: (79)3241-4614/99861-3836

Foto assessoria

Por Vânia Bandeira

  Editoria: