Laércio recebe Ongs de proteção aos animais para falar sobre castramóveis

Laércio recebe Ongs de proteção aos animais para falar sobre castramóveis
maio 04 08:03 2019 Imprimir Conteúdo

O deputado federal Laércio Oliveira se reuniu com defensoras dos animais de Aracaju, Barra, Itabaiana, Lagarto e Estância para discutir a importância dos castramóveis que ele está conseguindo via Ministério da Saúde para Sergipe. “Debatemos também as ações que são necessárias para avançar na causa no estado em diversas áreas como tratamentos de saúde, punições de pessoas que os maltratam, os projetos de lei que tramitam na Câmara dos Deputados, entre outros assuntos. Ouvindo as pessoas que lidam no dia a dia da causa é a melhor forma de buscar soluções para os problemas”, explicou Laércio.

Laércio começou a atuar na pauta em 2011 quando passou a fazer parte da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais do deputado Ricardo Izar. Desde então, começou a apresentar e relatando projetos. “Agora vamos conseguir castramóveis via emenda parlamentar no Ministério da Saúde”, explicou.

De acordo com Nazaré Moraes, presidente da ONG ELAN – Educação e Legislação Animal, o castramóvel pode fazer a esterilização cirúrgica de animais domésticos e também dos abandonados. “Controle populacional de animais domésticos é extremamente necessário como forma de prevenção em saúde e segurança públicas. Castramóveis são instrumentos inclusive de educação quanto ao trato ético que devemos dispensar aos animais”, disse, acrescentando que para cada bebê humano, nascem cerca de 15 cães e 45 gatos.

A Blogueira Pet, Paty Meneses destacou a importância da castração dos animais para que eles não se reproduzam indiscriminadamente e afirmou também que a união de todos em torno da causa promovida nessa reunião realizada por Laércio é fundamental. “A União é que resolve, é que faz a força de verdade”, disse.

A protetora Simone Almeida da ONG Animais Amigos de Estância afirma que a ação é muito importante, especialmente no interior do estado, onde as protetoras quase não têm apoio. A protetora da ONG Sovidas Denny Teles disse que seu trabalho envolve conscientização das comunidades e profissionalizar a causa, além do trabalho de resgate dos animais. Vera Silva, presidente da SOS ANIMAIS de Lagarto ficou muito feliz com a reunião e acredita que dias melhores virão e novos Projetos darão uma nova visibilidade à Causa Animal do Estado.

De acordo com Laércio, a rubrica é nova no Ministério da Saúde, mas “castramóveis” já eram comprados por municípios, com verba dos estados, por exemplo. Em conversa com o ministro, ele afirmou que havia “demanda muito grande” para que a pasta repassasse recursos para políticas públicas em defesa dos animais. E que a unidade móvel para centro de controle de zoonoses tem rodas, mas não motor, e precisará ser rebocada.

“Todos os organismos nacionais e internacionais de saúde enfatizam que só a esterilização maciça, continuada e ininterrupta, pode controlar a superpopulação de animais domésticos e combater as zoonoses, que associadas a outras medidas como educação e sensibilização, adoção responsável, evitam a colocar em risco a população humana, uma vez que o aumento do número de animais sem uma adequada assistência torna-se fator facilitador de disseminação de doenças para os animais e os humanos”, disse Laércio.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: