Justiça obriga Dílson de Agripino a remover difamação contra prefeito de Tobias Barreto

Justiça obriga Dílson de Agripino a remover difamação contra prefeito de Tobias Barreto
julho 21 16:47 2020 Imprimir Conteúdo

A Justiça Eleitoral determinou que o deputado estadual Adilson de Jesus Santos (Dilson de Agripino) retire de suas redes sociais umas postagens difamatórias sobre o prefeito de Tobias Barreto, Diógenes Almeida. O prazo é de 24 horas, sob pena de multa.

A liminar destaca que nas publicações o deputado extrapolou a garantia constitucional de liberdade de expressão ao utilizar palavras difamatórias de cunho pessoal, além de adotar um discurso que configurou propaganda eleitoral antecipada.

O prefeito Diógenes Almeida informou que todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas para que os atos de difamação e injúria por parte do deputado sejam levados à esfera criminal. Vale frisar que quaisquer pessoas que compartilhem tais publicações difamatórias também estão sujeitas a responder perante a lei.

Matéria atualizada para correção de informações

  Editoria: