Jackson participa das celebrações da Paixão de Cristo em Aracaju

Jackson participa das celebrações da Paixão de Cristo em Aracaju
abril 01 07:29 2018 Imprimir Conteúdo

O governador acompanhou o Sermão do Monte, tradicional celebração da Igreja do Evangelho Quadrangular de Sergipe que está na sua 21ª edição. Já no Bairro América, participou da famosa encenação da Paixão de Cristo, que há 37 anos reúne moradores e visitantes para prestigiar a vida e morte de Cristo

Nesta sexta-feira da Paixão (30), o governador Jackson Barreto, acompanhado do vice-governador Belivaldo Chagas, acompanhou as manifestações da Paixão de Cristo em Aracaju. Na praça de eventos da Orla de Atalaia, o governador prestigiou o Sermão do Monte, tradicional celebração da Igreja do Evangelho Quadrangular de Sergipe, que está na sua 21ª edição. Já no Bairro América, participou da famosa encenação da Paixão de Cristo, que há 37 anos reúne moradores e visitantes para reverenciar a vida e morte de Cristo.

Para o governador Jackson Barreto, a realização desses atos são escolas de ensinamentos, um chamamento de solidariedade e de amor ao próximo. “Eu acho muito importante porque isso forma na consciência das pessoas para o que foi o sofrimento de Jesus e da busca da verdade. Porque o processo em si do cristianismo no mundo não se encerra com a cruz, mas na ressurreição. A cruz venceu a morte e a ressurreição e a Páscoa é para nós, o grande momento do cristianismo no mundo. A encenação tem tudo a ver com o sofrimento de Cristo. Ele deu a vida para salvar a humanidade, mas é bom que todos tenham consciência que esse sacrifício não se encerra na crucificação de Cristo. Cristo ressuscita e a ressurreição do Senhor é o ápice de todo esse processo. Então a morte é vencida e a ressurreição significa para os cristãos a nova vida que se segue. Eu espero que o amor de Cristo pela humanidade sirva de lição aos homens e mulheres desse país. O nosso país está muito radicalizado. Nós nunca vivemos uma situação tão difícil, de tanto ódio disseminado. Eu acho que é o momento de se fazer uma reflexão, sobre os comportamentos.  Mostrar como Cristo foi tão humilhado e  trazer mais solidariedade, fraternidade e paz para a humanidade”, destacou o governador Jackson Barreto.

No Sermão do Monte, a programação contou com danças, músicas, louvores, atrações locais e nacionais, ministrações, orações e a encenação da Paixão de Cristo em grande estrutura – com mais de 100 participantes entre atores e auxiliares. O evento faz parte do calendário oficial do turismo do Estado de Sergipe, está em sua 21ª edição e reúne milhares de pessoas todos os anos.

Na ocasião, o governador Jackson Barreto, o vice- governador Belivaldo Chagas e os deputados federal Pastor Jony Marcos e estadual Pastor Antônio dos Santos, receberam as bênçãos do supervisor da Igreja do Evangelho Quadrangular de Sergipe, Pastor Luis Antônio da Silva, como representantes do poder público que têm a missão de trabalhar em prol da população. Ainda prestigiaram o evento o ex-prefeito de Canindé Heleno Silva e o ex-vereador Valdir Santos.

Para o supervisor da Igreja do Evangelho Quadrangular de Sergipe, Pastor Luis Antônio da Silva, o evento tem uma proposta de adorar a Deus e convocar as pessoas a terem um momento de reflexão. “O verdadeiro significado dessa data é que Jesus morreu dando a sua vida para que nós tivéssemos vida e vida com abundância. É um evento interdenominação que cresce a cada ano. Reúne pessoas com outras denominações, e sem religiões que acabam estando aqui em comunhão conosco”, frisou.

Bairro América

No mirante dos Capuchinhos, a encenação da Paixão de Cristo é uma realização da Paróquia São Judas Tadeu. A encenação é feita pelo Grupo Teatral São Francisco de Assis, com apoio da comunidade do Bairro América, e tem duração de 2h10. Os espectadores podem se acomodar em qualquer ponto do alto da Igreja dos Capuchinhos para acompanhar de perto os últimos passos de Jesus Cristo.

Segundo o Frei João Paulo, pároco da Paróquia São Judas Tadeu, são 37 anos de tradição da Paixão de Cristo, uma festa que atrai milhares de pessoas do bairro e adjacências.  “Toda região da zona oeste, leste e norte vêm prestigiar este evento. É a tradição do Bairro América. A celebração na igreja no período da tarde e à noite a encenação do Grupo de Teatro São Francisco”, disse.

Foi o caso da dona Lourdes de Andrade, que mora nos bairro Santos Dumont. A dona de casa contou que é a primeira vez que prestigia o evento. “Acho importante este celebração. É uma forma de sempre lembrarmos de que Jesus deu a vida para nos salvar”, recordou.

Para o vice-governador Belivaldo Chagas, a sexta-feira da paixão é o momento em que as pessoas expressam ainda mais a sua fé, lembram de tudo que Cristo fez em nome da humanidade.  “As pessoas que sejam qual for a sua crença acabam externando a sua fé. Desta forma, a gente participa e exalta esta fé e continua a agradecer por tudo que tem conseguido de bom. É a oportunidade também para pedir a proteção divina para que continuemos seguindo em frente”, ressaltou.

ASN

Foto Marcelle Cristinne

  Editoria: