17ª parada LGBT de Sergipe acontece no próximo dia 26 de agosto

17ª parada LGBT de Sergipe acontece no próximo dia 26 de agosto
julho 21 06:31 2018 Imprimir Conteúdo

 

No próximo dia 26 de agosto, acontecerá, na Orla de Atalaia, a 17ª Parada LGBT de Sergipe. Diante do cenário histórico de violência sofrida pela população LGBT – seja física, psicológica ou institucional –, agravado com a disseminação cada vez mais intensa de discursos de ódio, a edição desse ano traz como tema “Intolerância Gera Violência: pela diversidade, contra o conservadorismo”.

A Parada é precedida por uma série de atividades socioeducativas que compõem o Circuito do Orgulho. A primeira delas é o Coquetel de Lançamento, que irá acontecer no dia 01 de agosto, na sede do Sindipetro, às 19h, com atrações culturais e aberto ao público. A programação conta com panfletagem nos bairros, conscientização acerca de ISTs e realização de testes rápidos para detectá-las, debates públicos com referências do movimento LGBT, além de festas e eventos culturais, e será disponibilizada na página da Parada LGBT de Sergipe no Facebook.

Para Adriana Lohanna – assistente social, mestre em educação e militante LGBT –, a Parada é um espaço de visibilidade e de protesto contra todo o conservadorismo e a dissipação de ódio e discriminação que acontece todo dia em nossa sociedade. “Ser uma pessoa transexual, neste momento conturbado que estamos vivenciando, é uma situação muito complicada e dolorosa, pois vivencio a dor de ver nossa população morrendo a todo momento; nosso país é campeão em assassinatos LGBT, principalmente de transexuais – ultrapassa países onde é crime ser LGBT!”, afirma. Nessa perspectiva, convocamos toda a população a somar forças ao Circuito do Orgulho e à 17ª Parada LGBT de Sergipe e lutar pelo direito à vida e ao respeito.

O evento é realizado pela organização não-governamental ASTRA com o apoio de diversas organizações parceiras: ADA LGBT, ADHONS, AGS LGBT, ASTRAL, ASTRAES, ATHENA, Grupo Afro Cultural Axé Kizomba, Grupo Flor do Sertão, Grupo Homossexual do Bugio, Levante Popular da Juventude e Rede Trans Brasil (núcleo Sergipe), todas com reconhecida atuação na luta pela dignidade e cidadania LGBT, tanto na capital quanto no interior do estado.

Sobre a Astra

A Astra – Direitos Humanos e Cidadania GLBT é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 30 de novembro de 2001, na cidade de Aracaju (SE). É uma entidade de utilidade pública, reconhecida pela Lei Estadual nº. 5.198 de 9 de julho de 2006. Sua direção é composta por gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais que atuam em diversas áreas profissionais.

A Astra trabalha pela conquista e garantia de plenos direitos humanos para a comunidade LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) e está sempre lutando contra qualquer forma de discriminação, seja de expressão social, política, religiosa, cultural ou econômica. A entidade visa promover a saúde, a educação e a cidadania plena dessa comunidade.

Desde 2002, a instituição realiza a Parada LGBT de Sergipe com o intuito de promover a visibilidade e integração de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, através da informação, educação e comunicação.

Por Mirella Mattos

  Editoria: