Imunização de idosos de 76 e 77 anos começa nesta terça-feira em Aracaju

março 09 06:57 2021 Imprimir Conteúdo

Aracaju ampliará a atual fase da campanha de vacinação contra a covid-19. A partir desta terça-feira, 9, os idosos que têm 76 e 77 anos já poderão ser vacinados. Para tomar a primeira dose do imunizante, a população desta faixa etária poderá se dirigir a uma das 40 Unidades Básicas de Saúde disponibilizadas pelo município ou ao posto itinerante, instalado no Parque Governador Augusto Franco (Sementeira). Até o momento, foram vacinados na capital sergipana mais de 10 mil idosos. Ao todo, a cidade contabiliza 28.456 pessoas imunizadas – o que inclui os profissionais de saúde – contra o novo coronavírus, desde o início do Plano Municipal de Vacinação.

“É com muita alegria que comunico que ampliaremos a campanha de vacinação contra o coronavírus e que, a partir desta terça-feira, estaremos imunizando, também, os idosos com idade de 76 e 77 anos. É a Prefeitura de Aracaju trabalhando para vacinar o mais rapidamente possível a população. Assim como tenho dito, à medida em que vamos recebendo novas doses de vacinas, vamos avançando com a nossa campanha. Sabemos vacinar. Precisamos apenas que o governo federal nos envie mais doses”, destacou o prefeito, ao anunciar, nesta segunda-feira, 8, a nova etapa da campanha em suas redes sociais.

Edvaldo lembrou também que aqueles que optarem pela vacinação no drive-thru, devem se cadastrar no site da Prefeitura. “O cadastro no Portal da Vacina é fundamental. Somente com o código de validação, emitido após cadastramento, é possível ter acesso às dependências do parque. Além disso, temos 40 unidades de saúde à disposição de todos. No caso da UBS, basta apresentar a documentação na recepção”, detalhou o gestor.

O prefeito reforçou ainda o apelo, para que a população continue respeitando as medidas de biossegurança. “Mesmo quem já tomou a vacina, é preciso continuar se cuidando. Vamos continuar mantendo o distanciamento social, usando a máscara, entre outras medidas fundamentais para vencer esta doença. O número de contaminados tem crescido de forma assustadora em nosso país e só há três remédios que possam combatê-lo: a vacina, o distanciamento social e a higienização”, frisou Edvaldo.

Fonte e foto AAN

  Editoria: