Huse se prepara para atender vítimas de queimaduras durante o período junino no estado de Sergipe

Huse se prepara para atender vítimas de queimaduras durante o período junino no estado de Sergipe
junho 01 10:15 2022

 

O Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse) se prepara para atender às vítimas de queimaduras durante o período junino por meio da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ). A Unidade é referência no Estado, o único centro para o tratamento do paciente queimado em Sergipe e trabalha com expectativa de crescimento de 50% a 60% da demanda em relação ao ano anterior, período em que houve uma redução devido a não realização de eventos por causa da pandemia.

O coordenador da Unidade de Tratamento de Queimados do Huse, o médico Bruno Cintra, reforça que para soltar fogos é preciso cuidado e responsabilidade, mas ressalta que a melhor prevenção é não soltar fogos, principalmente, por crianças. “Não solte, não solte fogos. Os fogos são feitos para serem utilizados por pessoas responsáveis, pessoas que trabalham com isso. Infelizmente fogos fazem parte da cultura do entretenimento, mas fogos são fogo e pólvora, eles explodem, eles queimam e possuem capacidade de produzir sequelas graves, então, a nossa orientação é, não soltem fogos, como nós sabemos que isso não vai ser seguido minimamente, que crianças sejam acompanhadas por um adulto responsável, que todos tomem as precauções e os devidos cuidados”, disse.

O Huse atende, anualmente, a uma média de 295 pacientes com queimaduras e se prepara, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, com o propósito de otimizar a escala médica, como profissionais anestesiologistas, cirurgia plástica e plantonistas, além de enfermeiros e técnicos em enfermagem de modo a integrar a assistência ao queimado, como a Urgência/Emergência e o Centro Cirúrgico, além da Central de Material Esterilizado (CME) do hospital também será acionada para que o atendimento na unidade de queimados seja garantido em tempo integral.

A UTQ trabalha em capacidade plena o ano inteiro, mas de forma especial nas datas comemorativas para atender com mais eficiência devido à grande demanda por atendimentos nesses dias. A gerente da UTQ, Wandressa Nascimento, explica quais cuidados devem ser tomados principalmente com crianças nesse período. “Evite manipular álcool próximo a fósforos acesos, churrasqueiras e fogueiras. Não utilize álcool líquido diretamente sobre o fogo na forma de jato devido ao risco de explosão e não deixe crianças brincando próximo a fogões e nas fogueiras, sem supervisão de um adulto”, afirma Wandressa.

O Huse adota um fluxo padrão para o período junino com a criação de uma sala de retaguarda no pronto-socorro para atendimento às vítimas de queimadura que conta com uma escala na véspera e dia de São João, 24 e 25, e véspera e dia de São Pedro, 28 e 29. Os pacientes com queimaduras menores não são internados, mas sim atendidos pela cirurgia plástica e direcionados ao fluxo ambulatorial realizado pela equipe de queimados com acompanhamento ambulatorial. Os pacientes que apresentam quadros mais graves, identificados como “grandes queimados” ou com “queimaduras em áreas nobres” ( mãos, pés, regiões de face e áreas de genitais) precisam ficar internados para não apresentar sequelas no futuro.

Com informações e foto da SES

  Editoria: