Hospital Regional de Propriá solicita da PM local mais segurança para a unidade

Hospital Regional de Propriá solicita da PM local mais segurança para a unidade
setembro 25 09:40 2019 Imprimir Conteúdo

A unidade hospitalar tem recebido grande número de vítimas de arma de fogo, arma branca e violência física

A superintendente do Hospital Regional de Propriá, Patrícia Britto, junto à sua equipe técnica, reuniu-se com o comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar de Propriá, Coronel Wilson Nunes a fim de alinhar a presença mais efetiva da corporação na unidade, tendo em vista que o hospital tem recebido grande número de vítimas de arma de fogo, arma branca e violência física.

De acordo com Patrícia Britto, o objetivo é estabelecer um contato mais direto e mais efetivo com relação às demandas apresentadas. “Ultimamente o número de pacientes vítimas de arma de fogo, arma branca, violência física vem aumentando consideravelmente e o protocolo interno é acionar a Polícia Militar para garantirmos a segurança não somente do paciente, mas dos acompanhantes e todos os funcionários da unidade “, informou a Superintendente Patrícia Britto.

Na oportunidade o Coronel Nunes disponibilizou alguns contatos telefônicos, comprometeu-se a manter uma guarnição até a alta ou remoção do paciente e inserir o hospital na rota das rondas, atendendo a algumas solicitações da gestora do hospital.

Informações e foto SES

  Editoria: