Hospital João Alves registrou 243 atendimentos no fim de semana

Hospital João Alves registrou 243 atendimentos no fim de semana
fevereiro 08 14:35 2021 Imprimir Conteúdo

Desse total, 40 usuários precisaram ficar internados para novos exames e reavaliação médica. Devido à pandemia do coronavírus, o fluxo de atendimento está regulado e otimizado para evitar aglomerações no Pronto Socorro que continua atendendo urgência e emergência

De 5 a 7 de fevereiro deste ano, o Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho registrou 243 atendimentos a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que foram em busca de assistência para os mais diversos diagnósticos. Desse total, 40 usuários precisaram ficar internados para novos exames e reavaliação médica. Devido à pandemia do coronavírus, o fluxo de atendimento está regulado e otimizado para evitar aglomerações no Pronto Socorro que continua atendendo urgência e emergência.

Passaram pelo Huse neste final de semana 29 pacientes pela Ortopedia, 59 pacientes pela Sutura, 74 pacientes pelo Hospital Pediátrico, 44 pela Área Azul, 10 pacientes pelo consultório de Otorrinolaringologia, 10 pacientes pelo consultório de Oftalmologia, além de 11 pacientes no ambulatório de Retorno. O que mais chamou atenção foram os casos de acidentes motociclísticos e queda que registraram 13 e 27 vítimas, respectivamente.

De acordo com a coordenadora do Pronto Socorro do Huse, Débora Feitosa, a imprudência no trânsito ainda é responsável por muitos atendimentos no pronto socorro. “Estamos preparados para qualquer urgência que chegar no Huse, mas, se as pessoas puderem evitar certas situações que causem risco a saúde é melhor. Muita imprudência continua causando acidentes no trânsito e fazendo vítimas que acabam sendo assistidas pelo nosso setor de trauma que continua com registro considerado nas estatísticas. A mesma coisa são idosos que se envolvem com acidentes em casa e são vítimas de queda”, explicou.

Além desses casos, foram contabilizados também vítimas de acidente automobilístico, vítimas de atropelamento, vítimas de arma branca, vítimas de queimaduras, entre outros diagnósticos.

  Editoria: