Henrique Prata: “Edvaldo é um gestor humanista, idealista e comprometido”

março 12 08:26 2019 Imprimir Conteúdo

A busca pela oferta de um atendimento de saúde humano e eficaz tem sido uma prioridade para o prefeito Edvaldo Nogueira. Ao colocar como meta, para os próximos dois anos de administração, a garantia de um sistema público de qualidade, o gestor municipal passou a colocar em prática diversas medidas. Uma delas ocorreu na manhã desta segunda-feira, 11, quando o prefeito visitou, ao lado do presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, responsável por manter o Hospital de Amor, anteriormente chamado Hospital de Câncer de Barretos, a Unidade Básica de Saúde Amélia Leite, localizada no bairro Suíssa.

Durante a visita, eles puderam averiguar o atendimento que é ofertado nas unidades básicas da capital sergipana e constatar o funcionamento do prontuário eletrônico, já em pleno funcionamento na UBS. Juntamente com o governador do Estado, Belivaldo Chagas, e com uma equipe especializada, composta por profissionais que atuam na Fundação Pio XII, eles também conversaram sobre as experiências bem sucedidas da instituição e que podem contribuir para a melhora da Saúde em Aracaju e Sergipe.

“Eles possuem uma grande experiência de administração de unidades básicas, de média e alta complexidade e, acima de tudo, no atendimento oncológico, então é de grande importância recebê-los e poder mostrar como está a nossa situação, o trabalho que temos feito em nossas unidades, para, juntos, buscarmos soluções para melhorar, cada vez mais, a Saúde de Aracaju e do Estado. Hoje é um dia para a equipe da fundação conhecer as nossas experiências e depois vamos sentar para ouvir sugestões, opiniões e encontrar mecanismos de trabalho conjunto”, destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.

Ao falar sobre os desafios enfrentados atualmente na pasta, Edvaldo ressaltou que “o maior é tornar a cobertura de saúde mais eficiente”.“Temos um trabalho positivo porque estamos reconstruindo a Saúde de Aracaju e fortalecendo as unidades, o que é fundamental, pois nelas é possível resolver 80% dos problemas. Mas é preciso fazer mais, avançar mais, para que o aracajuano encontre a resolutividade buscada. E o problema não está na quantidade de unidades básicas, mas no funcionamento delas. Queremos que todas funcionem como esta aqui. Precisamos ter um padrão de atendimento na Saúde de Aracaju e, para isso, temos que dar passos largos. Esse é nosso esforço e creio que até 2020 daremos um grande salto”, salientou.

Comprometimento e humanidade

Satisfeito com as primeiras impressões, o presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, destacou que “o comprometimento e humanidade do prefeito e do governador nos trouxeram aqui”. “Primeiro aconteceu com o governador, que nos visitou e mostrou o desejo de fazer mais, melhor, apesar do seu orçamentário apertado. Depois, quando chegamos aqui, encontramos o prefeito, com o mesmo sentimento, um gestor humanista, idealista”, enfatizou continuando.

“Estou feliz de ter me deparado com pessoas com os mesmos valores que eu, que querem fazer o certo. Trouxe os maiores especialistas em saúde primária, secundária e em tratamento oncológico para ver de que forma podemos ajudar. Estamos de coração aberto. Hoje o dia é de conhecimento, mas a partir de amanhã teremos uma visão mais clara de como contribuir. Tivemos uma boa impressão nesta unidade, que está sendo informatizada, o que traz resolutividade, mas acredito que com pequenos ajustes poderá melhorar ainda mais”, frisou.

Agenda

Da UBS Amélia Leite, o prefeito acompanhou Henrique Prata e o governador Belivaldo Chagas a uma visita ao Centro de Atenção Integrada à Saúde da Mulher (CAISM). No local, eles inspecionaram as instalações da carreta de prevenção do Hospital de Amor, estacionada em uma área do centro.   De lá, eles seguiram para a sede do Ministério Público de Sergipe, onde o presidente da Fundação Pio XII ministrou palestra sobre “A excelência no atendimento da Saúde Básica e o acolhimento humanizado de pacientes”. Além dos chefes dos executivos Municipal e Estadual, também prestigiaram o evento a vice-governadora, Eliane Aquino, representantes do Legislativo, Judiciário e profissionais da Saúde de Sergipe.

“Temos que fazer com que a área de saúde funcione de forma integral, não com ações isoladas. Temos que interagir, conversar e descobrir onde estão as travas, os impedimentos, para resolver os problemas. O objetivo é um só, que é melhorar o atendimento na área da saúde. Precisamos buscar um atendimento mais humanizado e, para isso, temos que mudar a nossa cultura. Temos que fazer o todo, a partir do início, mas fazer com o coração. Por isso temos que buscar essa parceria com todos”, avaliou o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas.

A agenda para conhecer os atendimentos de saúde em Sergipe prosseguiu à tarde, com visita ao Hospital Cirurgia. Acompanharam o presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, o deputado estadual, Samuel Barreto, a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, o secretário de Estado da Saúde, Valberto Oliveira, além de equipes técnicas.

Foto: Ana Lícia Menezes/ PMA

Da assessoria

  Editoria: