Hemose realiza cadastro de medula óssea na Emef Oviêdo Teixeira

Hemose realiza cadastro de medula óssea na Emef Oviêdo Teixeira
julho 19 07:31 2018 Imprimir Conteúdo

Uma visita técnica realizada pela equipe de Captação e Coleta do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), nesta quarta-feira, 18, definiu a sala para realização do cadastro para doador de medula óssea na Escola Municipal Oviêdo Teixeira, no bairro Olaria, em Aracaju. A atividade de coleta externa será realizada no próximo sábado, 21, em parceria com o 28º Batalhão de Caçadores (28º BC) com o objetivo de divulgar e estimular a adesão da comunidade ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

A gerente de Captação de Doadores, Josceline Souza, informou que o serviço irá compor as atividades da Ação Cívico-Social (ACISO) do 28º BC. Ainda de acordo com Josceline, a parceria  com instituições solidárias é muito importante em função da mobilização interna e do envolvimento da comunidade em que os serviços acontecem.

“Essa é uma oportunidade em que deslocamos os serviços até a população. Faremos o cadastro para doador de medula, mas também faremos a sensibilização em relação à importância das pessoas conhecerem a doação de sangue”, disse.

Para a gerente de Coleta, enfermeira Florita Aquino, a visita verifica se o local do evento oferece as condições técnicas sanitárias para realização do Registro Nacional de Doador de Medula. “Na escola, escolhemos uma sala para o cadastro que é o preenchimento de uma ficha de inscrição com informações do voluntário e a coleta de uma amostra com 4 ml de sangue”,  informou.

Responsável pela organização, o tenente Marcos Monteiro contou que em 2017 a atividade aconteceu no município de Itabaiana. “O Exército Brasileiro além de realizar a prestação direta de diversos serviços à população, busca levar informações sobre o acesso de jovens a carreira militar”, ressaltou ao contar que as atividades antecedem as comemorações do Dia do Soldado em 25 de Agosto.

A Ação Cívico-Social contará com a oferta de serviços como, orientações sobre higiene bucal através da escovação, verificação de pressão arterial, e atividades de cultura e lazer, dentre outros.

Medula óssea

Para fazer o cadastro é preciso ter entre 18 a 55 anos de idade, estar bem de saúde e não possuir diagnóstico de doenças infecciosas. No ato do cadastro o candidato deve apresentar um documento oficial com foto, preenche um formulário com seus dados pessoais.

Na etapa seguinte é coletado uma amostra com 5 ml de sangue, que é encaminhado para o exame de Histocompatibilidade (HLA), testes que analisam as características genéticas para verificar a compatibilidade entre o doador e o paciente que receberá o transplante da medula óssea. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Por Maira Ribeiro

Foto assessoria

  Editoria: