Governo licita obras de adequação das escolas em tempo integral e demais unidades

Governo licita obras de adequação das escolas em tempo integral e demais unidades
julho 26 13:24 2018 Imprimir Conteúdo

Governo licita obras de adequação das escolas em tempo integral e demais unidades da Rede Estadual

A partir da contratação das empresas vencedoras do processo licitatório, a Seed aplicará quase R$20 milhões em serviços de manutenção corretiva e preventiva de 315 unidades escolares e em obras de adequação de 38 colégios que ofertam Ensino Médio em tempo integral

Desde as escolas reformadas recentemente às que ainda não foram contempladas com projetos de reforma geral e ampliação de suas estruturas, 315 unidades escolares da Rede Estadual serão atendidas com as obras de mini monta a serem contratadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seed), a um custo de R$5.951.134,90, tão logo sejam concluídos os processos licitatórios que estão sendo realizados pela Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop).

Também em fase de licitação na Cehop estão os serviços de adequação e manutenção de 38 colégios que integram o Programa Estadual de Ensino Integral. Serão investidos R$13.200.000,00 para requalificar a infraestrutura destas escolas que ofertam Educação Integral para os alunos do Ensino Médio.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, professor Josué Modesto, os serviços de mini monta estão sendo licitados em 10 lotes, cada um deles correspondente a uma Diretoria de Educação da Seed. “Deste modo, os serviços de manutenção licitados no lote 1 atenderão todas as unidades escolares e prédios da Secretaria de Estado da Educação na circunscrição da Diretoria de Educação da Região Sul (DRE’1), e assim por diante”, exemplificou.

Das 40 unidades escolares que estão inseridas no Programa Estadual de Ensino Integral, apenas os Centros de Excelência “Atheneu Sergipense” e “José Carlos de Sousa” não serão contemplados com estas obras e serviços de adequação que estão sendo licitados, “pois estamos executando projetos de reforma completa e ampliação desses dois prédios escolares, os quais serão também modernizados”, completa o diretor do Serviço de Edificações Escolares da Seed, engenheiro Valdir Pinto.

“As obras de pequeno custo objetivam, sobretudo, suprir as demandas mais urgentes das unidades escolares da Rede Estadual. Com os recursos que serão aplicados será possível executar uma série de serviços de manutenção corretiva e preventiva dos prédios escolares e atender diretamente às reivindicações dos gestores escolares e também dos alunos”, ressalta o secretário, Josué Modesto.

O diretor do Serviço de Edificações Escolares (Sedes/Seed) ressalta que os serviços que estão sendo licitados contribuirão e são essenciais para o funcionamento adequado das escolas da Rede Estadual. “Os serviços devem ser iniciados até o final do mês de agosto, tanto para as obras de pequeno custo quanto para a readequação das escolas de ensino médio em tempo integral”, assegura o engenheiro Valdir Pires.

Educação integral

De modo a dotar as unidades escolares da Rede Estadual que ofertam Educação Integral para os alunos do Ensino Médio de infraestrutura adequada às exigências dessa modalidade de ensino, a Seed realizou um levantamento técnico, finalizado no último dia quatro de julho, para verificar a situação estrutural de todos os 38 colégios que aderiram ao Programa Estadual de Ensino Integral Escola Educa Mais e, partir das informações levantadas, elaborou projetos básicos para execução de serviços de adequações e melhorias dos prédios escolares.

Segundo Valdir Pires, após serem licitados pela Cehop, os projetos serão executados de imediato. “Com esse investimento, iremos construir – ou adequar nas escolas que ainda não dispõe de tais espaços – laboratórios de ciências e de informática, despensa para materiais perecíveis e para não perecíveis, bibliotecas. Iremos, também, adequar todos esses prédios às normas técnicas de acessibilidade, instalar sistemas de prevenção a incêndio e combate a pânico, revisar coberturas, instalações elétricas e hidrossanitárias, executar nova pintura geral e climatizar todas as salas de aulas dessas escolas”, destaca o diretor do Serviço de Edificações Escolares da Seed.

Mais investimentos

Para tornar possível a reforma completa da estrutura física do Atheneu Sergipense, o governo estadual realiza um investimento de R$6.827.206,76, com recursos financeiros do Banco do Estado de Sergipe (Banese). Dentre as melhorias planejadas para beneficiar a comunidade escolar desta centenária instituição pública de ensino sergipana, o projeto de reforma contempla a climatização de todas as salas de aula, dos laboratórios e do refeitório e a construção de um novo auditório para uso exclusivo das atividades escolares. Além de tornar o prédio totalmente adaptado à normas técnicas de acessibilidade, com instalações de elevador, mapas e pisos táteis. Toda estrutura da quadra poliesportiva também será reformada e novos vestiários serão construídos.

Alunos, professores e servidores públicos, que estudam e trabalham nos Centros de Excelência “Deputado Jonas Amaral”, “Professor José Carlos de Sousa” e “Professora Maria das Graças Azevedo Melo”, unidades que aderiram, em 2017, ao Programa Estadual de Ensino Integral – Escola Educa Mais, irão dispor, ainda este ano, de melhores acomodações e instalações escolares.

Diversas obras de melhorias para essas três escolas de tempo integral foram autorizadas pela Seed no último mês de março. Os serviços vão desde a climatização de salas de aula à recuperação de quadras poliesportivas.

Juntos, os serviços contratados pela Secretaria de Estado da Educação, para execução de projetos de requalificação da infraestrutura destes Centros de Excelência, somam R$1.183.412,22, em investimentos que serão feitos com recursos do Tesouro Estadual.

Segundo o Núcleo Gestor de Escolas em Tempo Integral da Seed todas as salas de aula do Centro de Excelência Professor José Carlos de Sousa serão climatizadas, resultado de um investimento de R$435.423,51. Localizado no bairro Salgado Filho, em Aracaju, esta unidade escolar, que atende a mais de 600 alunos, terá toda sua rede elétrica revisada, a qual receberá um aumento de carga para possibilitar a instalações de aparelhos de ar condicionado.

Para isso, todas as salas de aula da escola serão adaptadas, com o fechamento de cobogós, revisão da cobertura e instalação de forro. Com o objetivo de oferecer melhores instalações e espaços mais aconchegantes não apenas aos alunos e professores, a Seed irá reformar também a cozinha, a dispensa e a sala de arquivo do C.E. Professor José Carlos de Sousa, beneficiando com isso os servidores públicos que trabalham diariamente nestes espaços.

Localizado no bairro Coqueiral, também em Aracaju, o Centro de Excelência Professora Maria das Graças Azevedo Melo, a partir de um investimento de R$343.660,00, terá a estrutura de sua quadra poliesportiva reformada por completo. “Ainda esse ano, os alunos desta escola passarão a dispor, praticamente, de uma nova quadra poliesportiva. O espaço terá sua rede elétrica revisada e receberá novas e modernas luminárias e ainda uma área ampliada de alambrados. Além de uma nova pintura de demarcação no piso da quadra, todas as estruturas metálicas do espaço ganharão nova pintura, como também todo perímetro externo da unidade escolar”, ressalta o diretor do Sedes/Seed.

Nossa Senhora do Socorro

Com mais de 1.000 alunos matriculados, o Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral, localizado no conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro, recebe um investimento de R$404.328,71, aplicados na recuperação da quadra poliesportiva e do bloco anexo da escola.

Com estes recursos, de acordo com o detalhamento apresentado pela Coordenação de Infraestrutura no Ngeti/Seed, está sendo realizado, dentre outras intervenções, a recuperação completa das instalações elétricas de ambos os espaços. A quadra receberá novos alambrados e terá nova pintura aplicada às suas estruturas metálicas e na demarcação de seu piso. Os serviços que executados no “Jonas Amaral” contemplam ainda a instalação de um novo basculante de alumínio no bloco anexo.

Foto Maria Odilia

Assessoria de Comunicação da SEED

  Editoria: