Governo de Sergipe participa do lançamento do 1º Edital do Consórcio Nordeste

Governo de Sergipe participa do lançamento do 1º Edital do Consórcio Nordeste
setembro 13 15:15 2019 Imprimir Conteúdo

 

Consórcio tem como finalidade realizar compras compartilhadas de medicamentos, equipamentos e serviços, em conjunto com nove estados nordestinos

O governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), participou do evento de lançamento do primeiro Edital do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável dos Estados do Nordeste que tem como finalidade realizar compras compartilhadas de medicamentos, equipamentos e serviços, em conjunto com nove estados nordestinos.

O encontro aconteceu nos dias 10 e 11 de setembro, terça e quarta-feira, respectivamente, no Auditório da Secretaria de Infraestrutura, em Salvador/BA, com a participação de técnicos de todos os estados do Nordeste e representantes das principais indústrias farmacêuticas. A SES esteve representada pela Coordenação de Licitação e da Coordenação do Centro de Abastecimento de Insumos e Medicamentos (CADIM).

De acordo com o coordenador do CADIM, Sisino Jorge Dantas Aguiar, na terça-feira a reunião foi realizada com os representantes dos Estados e os membros do Consórcio, e na quarta-feira foi aberta aos fornecedores da rede farmacêutica. “O primeiro edital, intitulado como primeira onda, será composto por 12 medicamentos da rede especializada. Na segunda onda estão contemplamos os top 10 das categorias judicializadas, antibióticos, anestésicos e medicamentos oncológicos. E na terceira onda serão incluídos os materiais e equipamentos de grande relevância da área hospitalar”, disse Sisino.

O coordenador explicou, ainda, que a adesão ao processo se dá através de um Contrato de Programa entre os estados do Nordeste e o Consórcio Nordeste mediante solicitação de cada Secretaria de Estado da Saúde. A partir do processo licitatório todas as demandas das categorias mencionadas serão atendidas por meio desta nova contratação.

“A expectativa de redução de custos é grande, como foi sinalizado, em torno de 50 a 60% sob o valor atual praticado, quando passaremos para um novo patamar de abastecimento, atendimento e economicidade. Acreditamos que teremos um canal forte com as indústrias, pela tendência do negócio e em decorrência da globalização, nos proporcionando um melhor atendimento e ganhos significativos na rede pública dos Estados”, comentou o coordenador do CADIM.

Na oportunidade foram apresentadas as pessoas responsáveis por cada etapa do processo, os participantes de cada Estado com as devidas obrigações. “Voltamos com a incumbência de, até o final da semana, providenciar, junto à SES, a solicitação de adesão na participação desse processo. A partir de segunda-feira o Consórcio já avança com a publicação do processo e com o alinhamento dos Governadores dos Estados sobre as próximas etapas que serão aplicadas”, concluiu Sisino.

Foto assessoria

  Editoria: