Governo de Sergipe paga última parcela do Mão Amiga Bacia Leiteira nesta quarta

Governo de Sergipe paga última parcela do Mão Amiga Bacia Leiteira nesta quarta
março 30 09:03 2022

Inscrições para o Mão Amiga Cana estão abertas até esta sexta-feira, em 21 municípios

A partir desta quarta-feira, 30 de março, os beneficiários do programa Mão Amiga Pró-Sertão Bacia Leiteira já podem realizar o saque da quarta e última parcela do programa. São beneficiados 2.158 pequenos criadores de bovinos de seis municípios do Sertão sergipano. Durante quatro meses (dezembro a março), o Governo de Sergipe investiu mais de R$ 2 milhões, através da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias), para reduzir os efeitos da escassez ou excesso hídrico que assolam o semiárido nesse período, impactando diretamente nos rebanhos. Para sacar a parcela, o beneficiário deve comparecer a qualquer agência ou Ponto Banese munido do cartão e senha do programa.

Como contrapartida, é exigida dos pequenos criadores a realização de exames de brucelose e tuberculose, e a vacinação contra brucelose dos rebanhos. A comprovação deve ser entregue nos escritórios locais da Emdagro. De acordo com a gerente do Programa Mão Amiga na Seias, Maria Auta Carvalho, será realizado um levantamento dos beneficiários que ainda não cumpriram a contrapartida. “É preciso que quem ainda não fez a comprovação, procure o escritório mais próximo da Emdagro para garantir que seja possível sua continuidade no programa”, alerta Auta.

Mão Amiga Cana
E até esta sexta-feira, 1º de abril, estão abertas as inscrições para o Mão Amiga Cana, que atende o trabalhadores rurais que atuam nas lavouras de 21 municípios sergipanos de atividade sulcroalcooleira, para reduzir os efeitos do desemprego durante o período da entressafra. Anualmente, o programa paga um benefício de R$ 760, dividido em quatro parcelas de R$ 190 entre junho e setembro, a mais de 3 mil trabalhadores rurais.

O cadastro no Mão Amiga Cana 2022 pode ser feito nos escritórios locais da Emdagro e Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Areia Branca, Capela, Divina Pastora, Japaratuba, Japoatã, Laranjeiras, Malhada dos Bois, Malhador, Maruim, Muribeca, Neópolis, Nossa Senhora das Dores, Pacatuba, Riachuelo, Rosário do Catete, Santa Rosa de Lima, Santana do São Francisco, Santo Amaro das Brotas, São Cristóvão, São Francisco e Siriri.

Foto assessoria

  Editoria: