Governo de Sergipe libera funcionamento de academias

Governo de Sergipe libera funcionamento de academias
agosto 26 12:46 2020 Imprimir Conteúdo

Foi publicada no Diário Oficial do estado de Sergipe desta quarta-feira (26) a liberação do funcionamento de academias, clubes e similares com 50% do público, a partir da próxima sexta-feira (28).

As academias só poderão funcionar com 50% da sua capacidade, com agendamento prévio dos clientes e limite de 50 minutos para executar as atividades. Os estabelecimentos também deverão reservar um período do dia para que pessoas no grupo de risco e idosos possam fazer as suas atividades. Os estabelecimentos terão permissão para funcionar das segundas-feiras até os sábados.

Os estabelecimentos estavam fechados há cerca de cinco meses como forma de evitar a propagação do novo coronavírus.

Os critérios de higiene observados para outros setores, também estão presentes no protocolo para as academias. Os produtos de limpeza também deverão estar disponíveis para higienização dos equipamentos a cada uso. A cada 50 minutos, o estabelecimento precisa interromper as atividades para um ciclo de limpeza das suas áreas.

Veja outras restrições

Os estabelecimentos devem reservar um horário para pessoas do grupo de risco, que inclui os com 60 anos ou mais;

Além disso, ficam proibidas competições e os aparelhos de ginástica devem ter um espaço de dois metros entre um e outro;

Fica proibido o compartilhamento de manoplas, aparadores, luvas e outros aparelhos acessórios;

Os donos dos estabelecimentos deverão afixar informações sobre a lotação máxima do espaço;

Não será permitida sala de espera ou ambiente em que acompanhante fique aguardando;

Foi determinado ainda que na entrada dos estabelecimentos sejam disponibilizados álcool em gel 70% e a temperatura dos frequentadores sejam aferidas;

Na porta de entrada dos antiestabelecimento deve ter um tapete com produtos sanitizante para que todos possam passar as solas dos calçados;

Os clientes serão orientados a levar sua garrafa de água, pois não haverá o compartilhamento de bebedouros;

Os funcionários deverão ser treinados dos protocolos sanitários de combate ao coronavírus.

  Editoria: