Governador assegura estabilidade a todos os servidores concursados da FHS

Governador assegura estabilidade a todos os servidores concursados da FHS
agosto 11 06:37 2018 Imprimir Conteúdo

“Vou assinar ainda nessa sexta (10) a mensagem do Projeto de Lei que dará segurança e estabilidade a todos os servidores concursados da Fundação Hospitalar de Saúde de Sergipe [FHS]”, garantiu o governador do Estado, Belivaldo Chagas, ao conceder entrevista ao programa Luandê Notícias 2ª Edição, transmitido pela Rádio Luandê FM, de Tobias Barreto.

Pré-candidato à reeleição, Belivaldo destacou ainda, em conversa com os ouvintes da Região Centro-Sul de Sergipe, que encaminhará o PL à Assembleia Legislativa já na próxima segunda-feira, dia 13, com a solução que assegura a efetivação dos mais de três mil servidores concursados da FHS.

“Repito: já encontramos a solução para o impasse que se criou a partir da discussão em torno da extinção da Fundação. Não vai ter prejuízo para nenhum servidor”, enfatizou Belivaldo. Com a edição do Projeto de Lei que garante estabilidade aos servidores da Fundação Hospital de Sergipe, o governador cumpre compromisso assumido junto à categoria.

Antes de conceder entrevista à Luandê FM, o governador cumpriu agenda administrativa no munícipio de Tobias Barreto e visitou, ao lado do prefeito local e aliado político Diógenes Almeida, as obras de pavimentação de ruas e avenidas e do projeto tapa-buraco que estão sendo executadas pelo Governo de Sergipe no município.

Em Tobias Barreto, o Governo de Sergipe está investindo este ano, apenas em pavimentação de ruas e avenidas, mais de 500 mil reais. O investimento contempla as praças da Bandeira e Coronel Luís Antônio e as ruas Graccho Cardoso, Epifânio Dórea, Belchior Dias, Monsenhor Basílio Raposo, Francisco de Carvalho Nogueira e Monsenhor João  de Barros. Parte da Avenida Leandro Maciel e as travessas Manoel Ramos, Maria de Fátima Dias Soares, José Veríssimo Durval, José Alves de Souza (trecho 1), José Oliva, Jenuíno Chaves do Nascimento e São Vicente.

Provocado por um ouvinte, Belivaldo assegurou que o governo estadual contemplará, também, a avenida José Davi dos Santos.

“A festa da padroeira Senhora Imperatriz dos Campos está com o asfalto garantido!”, disse Belivaldo, em referência à pavimentação da avenida onde se realiza a mais tradicional festividade religiosa dos tobienses, que é a festa da padroeira.

“Com relação à padroeira local, Nossa Senhora Imperatriz, quero dizer também que o governo está cumprindo mais um compromisso assumido com o município de Tobias Barreto e entregará a estátua com a imagem da santa padroeira do município, que será instalada na entrada da cidade”, disse Belivaldo, em primeira mão.

Ex-prefeita de Tobias Barreto, Marly Barreto foi uma das ouvintes que interagiram com o governador. Ela aproveitou o espaço para reafirmar o apoio de seu grupo político ao projeto de reeleição de Belivaldo. “Vamos à luta e conte comigo nessa caminhada”, disse ao governador a ex-prefeita municipal.

Segurança pública

Ainda durante a entrevista, Belivaldo tratou, mais uma vez, do Anuário Brasileiro da Segurança Pública 2018, divulgado nesta quinta (9) pelo Fórum Brasileira da Segurança Pública. O estudo mostra avanços significativos conquistados pelo Estado de Sergipe, que saiu da primeira para sexta colocação do ranking de estados mais violentos do país.

“A oposição fez oba oba quando esse mesmo Anuário mostrou Sergipe como o mais violento do país, algo em que nunca acreditei, pois não tem como crer que nosso Estado seja mais violento que o Rio de Janeiro, por exemplo. Pois bem, Sergipe agora foi o quarto estado do país que mais reduziu a taxa de mortes violentes no ano passado, e entre as capitais mais violentas do Brasil, Aracaju saiu do primeiro lugar para o sétimo, alcançando uma redução de 20,4%”, destacou Belivaldo.

Belivaldo relacionou os dados recém-divulgados ao trabalho que está sendo feito pela pasta da Segurança Pública do Governo do Estado. “Estamos utilizando a tecnologia, a inteligência e investindo em pessoal e com isso estamos conseguindo virar o jogo da segurança pública. Mas a Segurança Pública precisa ser feita com um trabalho integrado entre Estados, Municípios, Governo Federal e sociedade.

Foto Marcelle Cristinne

  Editoria: