Georgeo: “receita do Governo aumentou R$ 144 milhões só no início de 2021”

Georgeo: “receita do Governo aumentou R$ 144 milhões só no início de 2021”
março 10 05:39 2021 Imprimir Conteúdo

“A arrecadação do Estado aumentou cerca de 9% se compararmos janeiro e fevereiro de 2021 com mesmo período do ano passado.” A informação foi repassada pelo deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania), durante o discurso feito na  Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), na manhã desta terça-feira (09).

De acordo com o deputado, nos meses de janeiro e fevereiro do ano passado, o Governo recebeu do Fundo de Participação dos Estados (FPE), R$ 860 milhões. Já neste ano, no mesmo período, o montante do FPE foi de R$ 974 milhões. Outro dado divulgado por Georgeo é que a arrecadação do ICMS também aumentou neste mesmo período. Em 2020, o Governo arrecadou cerca de R$ 610 milhões. Em 2021, o valor subiu para R$ 640 milhões.

“Eu fiz aquela pesquisa que sempre costumo fazer no site da Sefaz. Fiz questão de levantar os dados sobre a arrecadação do Estado nos meses de janeiro e fevereiro de 2020 e 2021, e comprovei que as receitas do Governo aumentaram e muito. No ano passado (antes da pandemia), o FPE neste período foi de R$ 860 milhões e neste ano, foi de R$ 974 milhões, um aumento de R$ 114 milhões. E também podemos falar de aumento quando analisamos o ICMS. A arrecadação em 2020 foi de R$ 610 milhões e este ano de R$ 640 milhões. Temos aí uma diferença de R$ 30 milhões a mais”.

Para Georgeo, o Estado poderia fazer mais pelas pessoas que estão com seus empreendimentos fechados em virtude das medidas restritivas adotadas pelo Governo. “Além desse crescimento na arrecadação ainda tem o dinheiro do Fundo de Combate à Pobreza e a ajuda que veio do Governo Federal. Na minha avaliação o Governo poderia fazer mais pelos setores que foram prejudicados pelos decretos de medidas restritivas. Muitos ainda não conseguiram retornar integralmente. Também temos os donos de bares e restaurantes que foram muito prejudicados com o fechamento dos estabelecimentos aos finais de semana, pois é neste período em que eles mais arrecadam. Tem os músicos, muitos deles estão passando necessidade, pois não estão fazendo shows. E o Governo está com bastante dinheiro em caixa. Poderia ajudar mais”.

O parlamentar finalizou seu discurso cobrando do Governo a elaboração de um plano de contribuição para os setores que mais sofrem com as restrições. “Esperamos que com esse crescimento nas receitas, O Governo possa criar um plano de colaboração para minimizar os prejuízos causados em virtude desta pandemia e não apenas emitir decretos com restrições”.

Da assessoria

 

  Editoria: