Georgeo pede apoio para a contratação de mão de obra para vagas da Unigel

Georgeo pede apoio para a contratação de mão de obra para vagas da Unigel
dezembro 18 06:20 2020 Imprimir Conteúdo

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) usou a tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), nesta quinta-feira (17) para pedir o apoio dos parlamentares da Casa na luta dos trabalhadores sergipanos em busca da contratação da mão de obra local na Unigel (antiga Fafén).
De acordo com o deputado, na manhã de hoje, os trabalhadores fizeram uma manifestação em frente à empresa para lutar pela contratação de sergipanos para trabalharem na Unigel. “Os trabalhadores estiveram em frente à Unigel reivindicando espaço para trabalharem naquela unidade. Inclusive, eu recebi a informação de que a polícia militar foi chamada”.
“Sabemos que a empresa foi arrendada, mas nós precisamos estar ao lado dos nossos trabalhadores. A nossa mão de obra é qualificada e merece ter oportunidade de emprego. Não temos nada contra os trabalhadores de outros estados que estão vindo para cá, mas nós precisamos valorizar o que é da nossa terra”.
Georgeo lembrou que algo parecido aconteceu na época da construção da termelétrica de Sergipe e que a Alese se posicionou a favor dos trabalhadores nas negociações para que houvesse a contratação de mão de obra sergipana. “Estivemos em várias conversas com o Governo, a Celse e os trabalhadores e obtivemos sucesso naquela questão”.
O deputado disse ainda que mais de 1000 pessoas de outros estados já estão cadastrados para ocuparem essas vagas. “Os sergipanos tem a qualificação necessária para ocuparem essas vagas, mas mesmo assim, a Unigel está buscando essa mão de obra fora de Sergipe. Mais de 1000 pessoas de outros estados estão cadastradas para trabalharem na Unigel”.
“Faço então um apelo ao líder do Governo, deputado Zezinho Sobral e demais parlamentares desta Casa, para que nós possamos intermediar essas negociações a fim de conseguirmos que os trabalhadores sergipanos também possam ocupar essas vagas, assim como foi na época da construção da termelétrica de Sergipe”.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: