Funasa oportuniza capacitação para operadores de Estação de Tratamento de Água

outubro 11 06:00 2019 Imprimir Conteúdo

Atualizar e aprimorar a prática dos profissionais que trabalham no tratamento da água servida à população sergipana. Foi com esse objetivo que a Funasa realizou, entre os dias 7 e 10, na Superintendência de Sergipe, o Curso para Operadores de Estação de Tratamento de Água (ETA), com a participação de profissionais de todas as regiões do estado.

O Curso, iniciativa da Serviço de Saúde Ambiental da Suest-SE, foi ministrado pelo farmacêutico-bioquímico Osman Lira. Além do conteúdo programático, também foram discutidos temas atuais envolvendo o meio ambiente, a exemplo da contaminação da água da foz do Rio São Francisco, causada por manchas de petróleo. No último módulo, os 40 alunos participaram de uma aula prática das atividades de uma ETA, na unidade do município de Estância.

Para Osman Lira, o curso o surpreendeu positivamente, haja vista a qualidade e a abrangência do publico participante. “Tivemos uma satisfatória amostra da diversidade de profissionais, a exemplo de técnicos, mestres, doutores e autoridades de saúde pública e da Vigilância Ambiental de todas as cidades, o que possibilitou o nivelamento de informações e interação entre os profissionais de todo o estado”, disse.

O químico industrial Carlos Eduardo viu no curso uma oportunidade para os profissionais que atuam no tratamento da água aprenderem um conteúdo passado diretamente da fonte. ” A Funasa tem um grande ‘know-how’ em saneamento e abastecimento de água e, inclusive, sua literatura serve de referência para a nossa fundamentação teórica sobre o assunto”, afirmou Eduardo, que atua na Regional Sertão da Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso.

Para o jovem Isaac Santos, que administra o abastecimento de água do Povoado Terra Vermelha em Brejo Grande, a capacitação vai proporcionar a realização de um trabalho com mais segurança. “Pude esclarecer muitas dúvidas sobre o processo de cloração, como quantidade ideal por metro cúbico de água, além da dimensão correta dos reservatórios para atender uma determinada população, concluiu o jovem que é formando em pedagogia.

A abertura e encerramento do curso contaram com a participação da superintendente estadual, Luiza Ribeiro, da chefe do Sesam, Gicelma Teixeira, e do chefe da Seção de Educação em Saúde, Argemiro Santos.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: