Forró Caju 2022: praça Hilton Lopes volta a protagonizar a maior festa do estado

junho 21 09:36 2022

 

Situada entre os mercados Albano Franco e Thales Ferraz, no Centro de Aracaju, a Praça de Eventos Hilton Lopes volta a receber a maior festa junina do Estado de Sergipe, o Forró Caju, realizado pela Prefeitura de Aracaju, através da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju).

Local de representatividade para o aracajuano, a praça carrega a marca dos festejos juninos da capital, um centro de diversidade, encontros e tradição que reúne pessoas de todos os cantos em torno da festividade mais apreciada pelo nordestino.

Se durante todo o ano a praça é ponto de transição, entre um mercado e outro, no mês de junho, ela ganha outros contornos, cores e enfeites que remetem ao período junino, um convite, tanto para quem é de Aracaju como também para quem é de fora.

Nomeado em homenagem ao músico e comunicador Hilton Lopes dos Santos, que exerceu singular protagonismo no cenário musical e cultural de Sergipe, o espaço é parte da identidade do povo sergipano, oferecendo história, arte, gastronomia e boas memórias, como destaca o presidente da Funcaju, Luciano Correia.

“O Forró Caju se consolidou entre os mercados, no entanto, pela força da sua tradição, considero que é um evento que pode existir em qualquer ponto da cidade. O Forró Caju é a festa mais emblemática, mais querida do povo sergipano. Por isso, é uma responsabilidade imensa manter a tradição que o evento criou sobre si próprio. A festa em seu contexto é um espaço privilegiado da música em Sergipe. Diria que é o palco mais privilegiado da música, no estado”, destaca Luciano.

História

O professor doutor do Departamento de Turismo e Coordenador do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Culturas Populares da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Dênio Azevedo, tudo o que liga ao Forró Caju faz parte de um contexto que marca memórias, desperta lembranças. No entanto, nem sempre a festa ocorreu na praça Hilton Lopes.

“As primeiras edições, iniciadas em 1993, aconteceram na praça Fausto Cardoso. Com a dimensão que foi tomando, foi transferido para a Hilton Lopes, trazendo uma questão identitária e de pertencimento dos aracajuanos à festa. Esta praça em um significado ainda maior para o aracajuano: ela é um espaço de transição, de continuidade”, conta Dênio.

E esse espaço de transição, que durante todo o ano recebe um grande fluxo de pessoas, se transforma, assim que começa o mês de junho, e ganha novas feições.

“Para os turistas, a praça é um espaço de eventos, ou seja, as pessoas se deslocam à Aracaju para fazerem parte do ciclo junino e motivadas pelo Forró Caju, levando memórias de um espaço limpo, de experiências gastronômicas, de aconchego, de segurança e de acesso gratuito, onde esses turistas passam a conhecer a diversidade da cultura e dos artistas sergipanos e evidenciando a presença de artistas de maior expressão na mídia radiofônica, televisiva e das redes sociais”, considera o professor.

Retomada

Em 2022, com a retomada do Forró Caju ao formato presencial, a praça Hilton Lopes contará com dois palcos, o Luiz Gonzaga e o Gerson Filho, reunindo quadrilhas, artistas sergipanos e nacionais, durante seis dias.

Consagrado pela variedade na proposta musical, o Forró Caju se tornou uma festa ainda mais democrática, dando espaço a diferentes gerações da música em sua formação. Essa identificação do público com a proposta da festa tem tudo a ver com o local em que a mesma ocorre. Todo entendimento da festa, desde sua decoração e composição, ao seu planejamento estrutural, logístico e artístico, garantem ao Forró Caju 2022 a continuidade de uma tradição, construindo novas histórias de alegria e celebração no imaginário de Aracaju.

Foto André Moreira

  Editoria: