Feira de Sergipe é aberta oficialmente e vai até o dia 28 janeiro

Feira de Sergipe é aberta oficialmente e vai até o dia 28 janeiro
janeiro 17 11:08 2018 Imprimir Conteúdo

Evento prossegue até o dia 28 de janeiro na Orla de Atalaia.

Foi aberta na noite dessa terça-feira a XVII edição da Feira de Sergipe. O evento, que prossegue até o dia 28 de janeiro na Praça de Eventos da Orla de Atalaia, busca divulgar o artesanato e valorizar as manifestações culturais do estado – Economia Criativa.

A solenidade de abertura contou com a presença de autoridades, representantes de entidades de classe, além de empresários. Este ano a estrutura da Feira conta com 117 estandes, dos quais 98 dedicados aos diversos tipos de artesanato.

A programação cultural do primeiro dia contou com as apresentações de Robertinho dos Oito Baixos, Banda de Pífano Pilão de Pife, Quadrilha Junina Xodó da Vila e o cantor Sergival.

De acordo com o vice-governador do estado, Belivaldo Chagas, o evento é essencial para o fortalecimento dos pequenos negócios e serve para mostrar aos turistas a riqueza da cultura sergipana.

“ Aqui é um espaço importante para o artesão expor seus produtos e fazer negócios, o que ajuda a estimular o crescimento dessas pequenas empresas.  Para os visitantes, essa é também uma boa oportunidade para conhecer um pouco mais sobre as nossas manifestações culturais, já que aqui se valoriza a prata da casa. Dessa forma, todos saem ganhando”, destaca Belivaldo Chagas.

Retomada

A Feira de Sergipe foi promovida de forma contínua pelo Sebrae até 2015. Nos últimos dois anos a sua realização foi suspensa por conta dos efeitos da crise econômica. Em 2018 o evento retorna com um novo projeto, valorizando ainda mais o artesanato.

“Buscamos reconhecer ainda mais o talento dos nossos artesãos, criando uma estrutura quase que exclusiva para esse segmento. Fizemos um edital público para a seleção dos expositores, que tiveram seus trabalhos avaliados por uma comissão composta por diversos profissionais. Dessa forma, temos aqui o que de melhor existe nessa área”, explica o superintendente do Sebrae, Emanoel Sobral.

Para o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, a retomada do evento é importante também para fomentar o turismo na capital. “ É uma ação importante para mostrar ao turista o que temos de melhor, valorizando as nossas tradições e o talento do nosso povo. Isso ajuda a fortalecer a nossa economia, atrair novas pessoas para a cidade e é essencial também para incentivar o desenvolvimento e o progresso dos municípios que aqui estão representados”.

Economia Criativa

Além de reconhecer a importância dos artesãos, a Feira também busca divulgar a cultura sergipana. Nesta edição serão realizadas 67 apresentações artísticas, reunindo mais de 1.700 profissionais oriundos de 23 municípios.

Diariamente serão promovidas pelo menos quatro apresentações de grupos folclóricos, trios de forró pé-de-serra, quadrilhas juninas, companhias de teatro, bandas, cantores e até orquestras sinfônicas.

Uma das novidades desta edição é a presença de 11 empreendimentos integrantes do Polo Gastronômico de Sergipe, um projeto desenvolvido pelo Sebrae junto aos pequenos negócios do setor de alimentação fora do lar. Eles serão os responsáveis pela elaboração e comercialização de comidas e bebidas no local.

A Feira de Sergipe é promovida pelo Sebrae e conta com o apoio do Governo do Estado, Prefeitura de Aracaju, Fecomércio, Faese, Fies, Faciase, FCDL e CDL. A programação completa das atividades está disponível no site www.se.sebrae.com.br , mais informações também podem ser obtidas no  0800 570 0800 .

Foto assessoria

Por Bruno Leonel

  Editoria: