Federação e sindicatos fortalecem ações contra a Covid-19 para 2021

janeiro 07 11:28 2021 Imprimir Conteúdo

 

O ano de 2020 foi desafiador para todos, incluindo para o setor de transporte público coletivo, mas desde o início da pandemia da Covid-19, a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros de Alagoas e Sergipe (Fetralse) vem se somando aos sindicatos filiados nas campanhas de prevenção e em formas de dar mais segurança na prestação do serviço do transporte.

Graças às parcerias com os Sindicatos das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp) e das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros do Município de Maceió (Sinturb), foram adotadas medidas importantes que irão permanecer esse ano para contribuir com o combate ao Coronavírus:

-A atuação de agentes de mobilidade nos terminais de integração medindo a temperatura dos passageiros e borrifando álcool nas mãos;

-A higienização reforçada dos ônibus do transporte coletivo e nos terminais com a utilização de pulverizadores e ozonização;

-Campanhas de orientação quanto a obrigatoriedade do uso das máscaras, da importância de se lavar as mãos com frequência, e de se evitar o uso de dinheiro (substituindo pelo cartão da bilhetagem eletrônica);

-A disposição de lavatórios externos em pontos estratégicos dos terminais para chamar atenção dos passageiros quanto à lavagem das mãos;

-As marcações nos pisos dos terminais e dos ônibus, delimitando o distanciamento ideal nas filas de embarque/desembarque; entre outras coisas.

O presidente da Fetralse, Alberto Almeida, explica que, quando relacionam os locais de maior frequência de contaminação não aparece o transporte coletivo, mesmo sendo o meio de transporte mais utilizado pela população, então nota-se que os riscos são maiores quando há o cuidado com as medidas de prevenção.

“Considerando o fluxo rotativo de pessoas, a ventilação interna e a obrigatoriedade quanto ao uso de máscaras e disponibilidade de álcool e cubas de lavagem das mãos nos terminais, o ônibus não aparece entre os locais de maior incidência de contaminação. Dessa forma, podemos afirmar que a contaminação avança pela ausência dos cuidados básicos de prevenção e não por conta do local. Muitas pessoas estão deixando de lado os cuidados quanto à prevenção, precisamos estar atentos. Por isso, o setor de transporte, visando reforçar o combate, está mantendo todas as ações de prevenção”, assegurou ele.

Junto a isso, a Fetralse está lançando a campanha “Transporte Cuidado”, que irá reforçar a conscientização sobre a necessidade de influenciarmos uns aos outros quanto à permanecermos no combate à Covid-19. A campanha envolverá os sindicatos das empresas de transporte público coletivo, de fretamento e de turismo, que fazem parte da Fetralse.

Setransp – Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju

 

  Editoria: