Fecomércio apresenta soluções para meio ambiente

Fecomércio apresenta soluções para meio ambiente
agosto 03 05:42 2018 Imprimir Conteúdo

A Federação do Comércio realizou em parceria com o Sindicato de Representantes Comerciais e o Sindicato do Comércio de Materiais de Construção, uma palestra sobre logística reversa de lâmpadas, com o representante da Reciclus, Willian Gutierrez, que falou sobre o funcionamento do processo para o descarte adequado do produto.

A palestra, ocorrida na última quarta-feira (01), foi direcionada para empresas que comercializam lâmpadas, abordando os procedimentos e atividades para o recebimento e destinação final, de acordo com as diretrizes impostas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), preservando o meio-ambiente e garantindo a segurança do consumidor e das empresas.

Os trabalhos de logística reversa foram intensificados após a entrada em vigor da PNRS, o que despertou nas empresas o aumento do interesse com a saúde ambiental. De acordo com o superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, o processo é além de um mecanismo de desenvolvimento sustentável, uma maneira de contribuir com a sociedade, garantido a preservação ambiental e redução de riscos à saúde pública.

“A reutilização e descarte adequado de materiais promove não somente a ampliação do trabalho de responsabilidade social com o meio-ambiente, bem como ajuda na diminuição de custos de produção para a indústria e valor de venda do bem para o consumidor. Atender as metas da PNRS é contribuir para que as cidades tenham menos lixões, ajudar na cadeia produtiva de recolhimento de resíduos e solucionar os problemas ambientais que as empresas visam resolver. O processo não acontece somente com lâmpadas, mas com remédios vencidos, pilhas e baterias, embalagens de defensores agrícolas, entre muitos outros. Isso é um instrumento do planejamento estratégico empresarial que influi diretamente no convívio social”, destacou.

Para o funcionamento eficaz do processo de logística reversa, é necessário que o consumidor faça a eliminação apropriada de produtos que levam em sua composição, elementos danosos ao meio-ambiente. A entrega de produtos em locais específicos para coleta e até mesmo a separação do lixo reciclável do orgânico são fundamentais para uma comunidade melhor para convivência social.

Foto assessoria

Por Márcio Rocha

  Editoria: