Farinha do mesmo saco

julho 16 08:27 2018 Imprimir Conteúdo

Os principais pré-candidatos ao governo de Sergipe são farinha do mesmo saco. Belivaldo Chagas (PSD), Valadares Filho (PSB), Eduardo Amorim (PSDB) e Emerson Ferreira (Rede) falam língua idêntica. Estão em lados opostos agora por uma questão de sobrevivência política, mas sempre conjugaram o mesmo verbo. Em 2006, os quatro estavam no mesmo palanque apoiando o saudoso Marcelo Déda (PT) na disputa pelo governo. Com visões políticas parecidas, Belivaldo, Vavazinho, Amorim e Emerson não representam nada de novo. Eles podem até propor grandes mudanças no estado, contudo dificilmente o farão. Com base no passado conservador dos quatro, é possível prever que quem for eleito não realizará a gestão transformadora que vão prometer na campanha. Quem viver, verá!

Por tabela

Alguns vereadores aracajuanos não se cansam de descer o malho em Aristóteles Fernandes, superintendente da SMTT. Os queixosos dizem que o moço não atende as reivindicações, mesmo eles sendo governistas. Ora, se não fizesse exatamente o que manda o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), Aristóteles já teria sido exonerado. Diante disso, conclui-se que os vereadores batem no superintendente por falta de coragem para criticar o comunista. Marminino!

Lembre-se deles

Apesar de o Tribunal Superior Eleitoral ter extinto os processos de cassação de sete deputados sergipanos, eles continuam inelegíveis, pois não foram inocentados. Pelo menos é assim que pensa a procuradora regional eleitoral, Eunice Dantas. Foram cassados, sob a acusação de terem usado indevidamente as verbas de subvenção da Assembleia, os deputados federais João Daniel (PT) e Adelson Barreto (PTB), além dos estaduais Venâncio Fonseca (PSC), Augusto Bezerra (PHS), Capitão Samuel (PSL), Gustinho Ribeiro (SD) e Zezinho Guimarães (MDB). Lembre-se deles quando for votar!

Proposta esquecida

Quando era deputado estadual, o prefeito de Estância, Gilson Andrade (PTC), defendeu a implantação de um campus federal de engenharia naquele município. Lamentavelmente, a bandeira de Gilson não foi erguida por nenhum outro político com mandato, embora Estância responda por mais de 70% das exportações de Sergipe. Portanto, o campus defendido pelo prefeito seria fundamental na formação da mão de obra especializada para o polo industrial estanciano.

Tiririca de raiva

E o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) ainda não digeriu a desistência da Rede em se coligar com o PSB na disputa pelo governo de Sergipe. Segundo o pessebista, com medo dele e de Valadares Filho, os grupos liderados por Jackson Barreto (MDB) e André Moura (PSC) não se cansam de atirar contra o PSB, visando atingi-lo politicamente. Crendeuspai!

Votos à venda

O comércio de votos em Sergipe é uma realidade. Há quem fale que um “curral eleitoral” está sendo negociado pela bagatela de R$ 500 mil. Tal crime preocupa o pré-candidato a governador Mendonça Prado (DEM). De acordo com ele, as denúncias de compra de votos “precisam ser investigadas pela Polícia Federal para que tenhamos eleições limpas”. É vero!

Cadê a câmera?

Alguém levou a câmera instalada pela Polícia na praça da Imprensa, no bairro Treze de Julho, em Aracaju. Restou apenas o poste com um cartaz indicando que alí existia monitoramento policial. Interessante é que depois do sumiço da câmera já ocorreram vários arrombamentos no local. Comerciantes juram que o equipamento também foi levado pelos ladrões. Homem, vôte!

Puro sangue

O PSTU anunciará oficialmente amanhã, sua chapa majoritária. A operária Gilvani Alves disputará o governo de Sergipe, tendo como vice o também operário Djenal Prado. O petroleiro Clarckson Araújo concorrerá ao Senado. O anúncio da chapa puro sangue está marcado para às 18h, na sede do partido, em Aracaju, e contará com a presença da presidenciável do PSTU Vera Lúcia.

Plano eleitoreiro

Fica difícil acreditar numa proposta para gerar 100 mil empregos quando ela é feita por um governo que termina daqui a cinco meses e meio. Só agora, após governar Sergipe há vários anos, o grupo político encastelado no palácio anuncia um plano para recuperar a economia e gerar milhares de empregos. Ora, por que não fizeram isso antes? Ao que tudo indica, a proposta em gestação na Secretaria da Fazenda objetiva conseguir milhares de votos para o pré-candidato à reeleição, governador Belivaldo Chagas (PSD). Só Jesus na causa!

Gato e rato

Não é das melhores a relação entre alguns candidatos ao Senado. Embora na mesma aliança, o pastor Heleno Silva (PRB) e André Moura (PSC) se olham atravessados. O evangélico desconfia que o parlamentar cristão evita pedir votos pra ele. Já o petista Rogério Carvalho reclama que a sua condição de ficha suja tem sido propagada aos quatro cantos pelo aliado Jackson Barreto (MDB). Misericórdia!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Folha da Manhã, em 22 de junho de 1938.

Resumo dos Jornais

  Editoria: