Fake news agora dá cadeia

Fake news agora dá cadeia
agosto 29 08:15 2019 Imprimir Conteúdo

A partir de agora, quem divulgar informação caluniosa com objetivos eleitorais corre o risco de passar até oito anos na cadeia. A punição foi mantida após o Congresso derrubar o veto presidencial ao projeto do deputado federal Félix Mendonça Júnior (PDT-BA). Para proteger quem espalha fake news, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) alegou que o Código Eleitoral já pune o delito com pena de seis meses a dois anos de detenção, porém seu veto foi derrubado. Para a grande maioria dos congressistas, a calúnia disseminada pela internet causa prejuízos concretos às pessoas, razão pela qual a punição deve ser proporcional à gravidade do crime. O aumento da pena para quem espalha fake news deve melhorar o nível das próximas campanhas eleitorais. A não ser que o exercito de difamadores a serviço dos candidatos esteja disposto a passar um bom tempo atrás das grades. Cruzes!

Ficou pra depois

O Tribunal Regional Eleitoral adiou, de ontem para o próximo dia 4, o julgamento do deputado federal Bosco Costa (PR). Ele é acusado de gastar além da conta com locação de veículos durante a campanha eleitoral. Por uso da máquina pública, o TRE já cassou os mandatos do deputado estadual Talysson de Valmir (PR), do governador Belivaldo Chagas (PSD) e de sua vice Eliane Aquino (PT). Todos alegam inocência e prometem recorrer contra a decisão ao Tribunal Superior Eleitoral. Então, tá!

Asa dura

E os deputados federais Fábio Reis (MDB), Fábio Henrique (PDT) e Fábio Mitidieri (PSD) propuseram a abertura de uma CPI para apurar se existe um cartel no sistema aéreo. A suspeita dos parlamentares foi motivada pela similaridade dos serviços e preços praticados pelas empresas. Os três deputados também criticam os constantes aumentos dos preços das passagens, pois as companhias já cobram pela marcação do assento, lanche, bagagem, acesso ao Wi-Fi e o diabo a quatro. Danôsse!

Túnel do tempo

O Tribunal de Contas de Sergipe julgou, ontem, as contas da Prefeitura de Riachão do Dantas. Nada demais se o processo em questão não fosse do distante 2010. Enquanto o lerdo TCE analisa prestação de contas de nove anos atrás, os eleitores daquele município sergipano devem eleger um novo prefeito no próximo domingo. Pelo andar da carruagem, as contas de quem for eleito agora só deverão ser julgadas lá pra 2030. Homem, vôte!

Rasteira

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) levou uma baita rasteira ao ter o nome rejeitado para presidir Comissão Mista de Mudanças Climáticas. O homem estava certo que seria eleito, porém, na hora H, perdeu a disputa para o senador Zequinha Marinho (PSC-PA). Alguns senadores até protestaram contra a quebra do acordo firmado para eleger Alessandro, contudo de nada adiantou a chiadeira. Misericórdia!

Imprensa de luto

A imprensa sergipana está de luto pela morte do jornalista Carlos Alberto Souza. Mineiro, ele chegou em Sergipe no final da década de 70 para editar o Jornal de Sergipe. Entre outros veículos, Carlos Alberto trabalhou na TV Aperipê, na Secretaria de Comunicação do Governo e no Tribunal de Contas de Sergipe. O corpo do veterano jornalista está sendo velado no Velatório Piaf, à rua Laranjeiras e o sepultamento ocorrerá logo mais às 11h, no Cemitério São João Batista, em Aracaju. Descanse em paz, amigo!

É pra valer

O ex-prefeito Almeida Lima (PV) sonha em voltar a administrar Aracaju. Entrevistado pelo site Primeira Mão, o verde jurou que sua candidatura é pra valer. Sengo ele, muitas pré-candidaturas não resistirão ao tempo, pois “faltará pólvora, base, sustentação e credibilidade”. Almeidinha diz que só não discute coligação política com o governador Belivaldo Chagas (PSD), o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) e “essa direita demodê, antiga e antiquada”. Aff Maria!

Novo shopping

O Aracaju Parque Shopping será aberto ao público no próximo dia 19. Localizado na zona norte da capital, o novo centro de compras possui três pavimentos ocupados por um mix de marcas locais e nacionais, além de uma ampla praça de alimentação e estacionamento para 1,4 mil veículos. O Aracaju Parque Shopping pertence ao Grupo Antônio Carlos Franco, que há mais de 50 anos atua em segmentos como indústria têxtil, hotelaria, agronegócios e comunicação. Legal!

Mãos ao alto

O vereador Manuel Marcos (PSDB) está perplexo com a sensação de insegurança em Aracaju. Médico, o tucano viveu momento de desespero, terça-feira passada, quando bandidos trocaram tiros nas proximidades de uma unidade básica de saúde da zona norte da capital: “Ficamos atônitos e deitamos no chão, enquanto várias pessoas entravam nas casas para se proteger do tiroteio, que terminou com duas mortes”, conta o parlamentar. Só Jesus na causa!

História da resistência

A história do MDB sergipano virou livro assinado pelo professor, doutor e escritor Jorge Carvalho do Nascimento. Intitulada “História da Resistência”, a obra será lançada nesta quinta-feira, em noite de autógrafos no Museu da Gente Sergipana, centro de Aracaju. O livro narra o caminho trilhado pelo MDB velho de guerra, destacando a luta dos emedebistas como Jackson Barreto e José Carlos Teixeira contra a ditadura militar de 1964. Prestigie!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Cruzada, em 18 de dezembro de 1954.

  Editoria: