Fábio Mitidieri afirma que “sou aliado de primeira hora do PT, mas não sou irmão siamês”

Fábio Mitidieri afirma que “sou aliado de primeira hora do PT, mas não sou irmão siamês”
julho 15 10:15 2019 Imprimir Conteúdo

Após votar a favor da reforma da previdência, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD/SE) tem sido alvo de várias criticas nas redes sociais por parte de integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT).

Para o deputado, “isso é fogo amigo”, mas segundo ele “eu sempre digo que sou aliado de primeira hora do Partido dos Trabalhadores, mas eu não sou irmão siamês.  Eu tenho o direito de pensar diferente. Eu tenho o direito de divergir deles e eu tenho conversado com Rogério, com João Daniele eles discordam de mim. Se eles discordam de mim por esse momento. Momento, não apaga a história. Nós temos histórias política. Agora a crítica que vem do eleitor eu aceito todas, agora, críticas que venham de partidos institucionalizados, dessa eu tenho obrigação de responder”, afirmou Mitidieri, lembrando que “votei com eles contra o impeachment, contra terceirização”.

Sobre a reforma que foi aprovada na Câmara Federal, Mitidieri explicou que “ninguém saiu feliz por conta dos aposentados, mas é verdade que tiramos regalias e privilégios dos mais abastados. Ao votar a favor, eu não virei governo da noite para o dia. Ou a gente faz a reforma ou não teríamos dinheiro para pagar os nossos aposentados no futuro”, explicou.

Sobre a situação financeira do estado de Sergipe, Fábio Mitidieri afirmou que “hoje o estado trabalha para pagar a folha e previdência. Não tem dinheiro para nada. Se não vier dinheiro de recurso federal não tem como fazer nada. O governo do estado vive de empréstimo para fazer obras. É esse o estado que eu quero? Claro que não”, disse.

O parlamentar concluiu a entrevista afirmando que “eu fico assim vendo as pessoas. Cinco deputados votaram a favor da reforma e acho que os cinco acertaram. Eu respeito os que votaram contra porque faz parte do processo democrático. Mas é interessante como as pessoas se concentraram em mim. Eu não quero fazer juízo de valor. Acho que ninguém atira pedra em árvore que não da fruto e os que estão mirando em mim é porque algum tipo de coisa boa que eles vêem em mim, mas eu estou com a cabeça muito tranqüila”, garantiu.

  Editoria: