Estudante lagartense cria projeto de lei sobre descarte correto de resíduos plásticos

Estudante lagartense cria projeto de lei sobre descarte correto de resíduos plásticos
julho 12 12:39 2019 Imprimir Conteúdo

os

Terceira matéria da série “Jovem Parlamentar” com alunos pré-classificados na etapa estadual para o Programa Parlamento Jovem Brasileiro, o PL do estudante Marcos Vinicius Menezes Santos foi um dos três projetos pré-selecionados e pretende trazer à tona o descarte correto de resíduos pláticos

O protagonismo do estudante Marcos Vinicius Menezes Santos sempre esteve em evidência nas suas atividades escolares do Centro de Excelência Professor Abelardo Romero Dantas, em Lagarto, centro-sul sergipano. Foi pensando nas questões ambientais que ele decidiu participar do programa Parlamento Jovem Brasileiro 2019 (PJB), sendo um dos quatro selecionados na etapa estadual, com a redação de um projeto de lei que dispõe sobre a criação do regime de incentivo à produção e uso sustentável de materiais plásticos.

Inspirado na ação ambiental de uma empresa multinacional de artigos esportivos, o aluno do 3º ano do ensino médio integral elaborou uma proposta que estimulasse a boa conduta no descarte de resíduos plásticos. “A Adidas tem uma política ambiental de produção bastante interessante, e certa vez eu estava acompanhando como eles fazem esse trabalho, a partir daí surgiu a oportunidade de participar do PJB e não tive dúvidas de que meu projeto seria sobre essa temática”, disse.

De acordo com o estudante, “a questão dos resíduos plásticos despejados na natureza se tornou a maior questão ambiental enfrentada por governos e cientistas no século XXI. O Brasil é um dos maiores produtores de plástico no mundo, e esta produção não é acompanhada de uma reciclagem eficiente, mesmo sendo de conhecimento de que é possível reutilizar esse material”, destacou.

Aos 17 anos, Marcos Vinicius já demonstra maturidade ao propor uma política mais eficaz nas questões ambientais do país. Para dá embasamento ao seu projeto, ele apresenta dados importantes na justificativa. “De acordo com dados da Ellen MacArthur Foundation de 2017, cerca de 8 milhões de toneladas de plástico são despejadas nos oceanos anualmente. Se essa situação se manter constante, até 2050 haverá mais plástico do que peixes nos oceanos e mares”, pontuou, explicando que a população também tem sua parte de responsabilidade, pois “o problema do plástico também é causado pelo uso excessivo e desnecessário do material”, completou.

Expectativas

Marcos Vinicius aguarda ansiosamente o resultado do programa Parlamento Jovem Brasileiro. Ele espera que o projeto tenha espaço no Congresso Nacional e que possa, quem sabe, transformar a redação em um Projeto de Lei que tramite no Congresso Nacional. “Desejo que o tema seja tratado com mais frequência no Congresso. É uma pauta que precisa estar em evidência porque se trata de saúde pública. É inteligível que o Estado Brasileiro pode e deve agir na questão ambiental anteriormente citada, que, a longo prazo, protege e assegura não só ecologicamente o país, famoso por sua biodiversidade e natureza, mas também sua civilização, que sente cotidianamente com os efeitos do plástico e está sujeita a riscos de saúde devido a este”, concluiu.

Resultado PJB 2019

A divulgação do resultado final do Parlamento Jovem Brasileiro está prevista para o dia 6 de agosto de 2019. Os estudantes classificados de todo o Brasil terão a oportunidade de vivenciar na prática, por uma semana, o trabalho dos deputados federais, elaborando projetos de leis e debatendo na Câmara dos Deputados temas de grande importância para o país.

Coordenadora estadual do PJB, a professora Célia Gil informa que após a pré-seleção, os projetos passarão por uma análise rigorosa na Câmara Federal em Brasília. “A gente consegue perceber um engajamento muito significativo dos estudantes que foram selecionados. Estão cada vez mais interessados em assuntos que são relevantes para a sociedade”, celebrou.

Junto com Marcus Vinicius Menezes, foram pré-classificados Vitor Cardoso Alves (Centro de Excelência Professor Hamilton Alves Rocha – São Cristóvão), Enzo Luiz de Oliveira Menezes (Instituto Federal de Sergipe – Campus Lagarto) e Adson de Brito Pereira (Colégio Estadual Murilo Braga – Itabaiana).

Fonte e foto assessoria

  Editoria: