Estrutura do Hospital de Campanha garante atendimento de referência aos aracajuanos

junho 29 06:59 2020 Imprimir Conteúdo

Estrutura, equipamentos e mão de obra de referência no atendimento a casos suspeitos e confirmados de covid-19. É isso que o Hospital de Campanha (HCamp) Cleovansóstenes Pereira Aguiar, montado e mantido pela Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Saúde, disponibiliza à população aracajuana.

Em funcionamento desde maio, o HCamp já atendeu a mais de 158 pacientes, dos quais 93 foram recuperados e receberam alta. A unidade hospitalar dispõe de 342 profissionais, entre eles, 25 fisioterapeutas; seis psicólogos, cinco assistentes sociais, dois nutricionistas, 20 farmacêuticos, 37 técnicos de Apoio de Rede, 60 enfermeiros, 114 técnicos em Enfermagem, 68 médicos, dois técnicos em Radiologia e três técnicos de Laboratório, que asseguram um tratamento completo.

Com estrutura para 152 leitos, dos quais 60 já estão em funcionamento, o HCamp tem uma estimativa de investimento mensal de R$1.813.407,05, somente com Recursos Humanos. Mas também já recebeu milhões em investimentos em materiais e medicamentos para garantir seu funcionamento, a exemplo das aquisições de monitor, aspirador, macas, ventilador pulmonar, desfibrilador, oxímetros, tábuas de reanimação, camas, macas, cadeiras, mesas, eletrocardiógrafo, raio-X e computadores.

Além disso, a estimativa de investimento é de R$419.087,50 para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); R$376.340,92 com insumos e medicamentos e R$104.701,14 com acessórios hospitalares, totalizando cerca de R$900.129,56. O valor investido em mobiliário foi de R$1.415.724,00 e R$2.976.363,84 com equipamentos, totalizando R$4.392.087,84‬.

‭Para estruturar a unidade, foram necessários R$4.048.285,18 para montagem e R$1.744.634,07 para ser mantido mensalmente. O valor mensal para a contratação de serviços corresponde a R$3,2 milhões. Entre esses serviços, está a montagem do HCamp, medicamentos, EPIs, gerador, rede de gases, água, energia, videomonitoramento, laboratório, radiologia, esterilização de material, lavanderia, combustível e limpeza.

O custo mensal do hospital com estrutura e pessoal é de R$3.558.041,12; valor que chega a R$5.013.407,05 quando acrescentados os serviços‬ contratados. O custo total, até agora, é de é 27 milhões de reais. No momento, 42 pacientes permanecem internados.

Serviço prestado
“Completamos um mês de início das atividades do nosso Hospital de Campanha, planejado para atender os casos de média e baixa complexidade, exatamente para que a gente pudesse ter uma grande resolutividade na intervenção com os nossos pacientes, portadores da covid-19. E nesse primeiro mês, nós desempenhamos um papel importante na sociedade”, afirma a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.

De acordo com ela, há uma grande expectativa de ampliação dos leitos da unidade. Para isso, é preciso aumentar o número de médicos. “Existe uma grande expectativa em relação à contratação de médicos brasileiros e estrangeiros sem Revalida, porque poderemos ampliar o atendimento no HCamp a partir dessas contratações”, ressalta a secretária.

Waneska diz que a gestão está bastante satisfeita com o atendimento realizado pelo Hospital de Campanha e que o grande objetivo é melhorar ainda mais o serviço que ele vem prestando à sociedade.

“Tivemos muitos pacientes que tiveram alta do nosso hospital e que fazem referência ao tratamento dado a eles, confirmando nossa missão de prestar um serviço com qualidade e efetividade como vem sendo feito”, destaca a secretária.

Mesmo com a contratação da estrutura do Hospital de Campanha por dispensa de licitação, foi considerada a proposta de menor valor – a vencedora apresentou proposta 36% menor que as demais empresas interessadas e receberá mensalmente R$543 mil pela prestação de serviço, que podem durar até seis meses.

Toda a documentação referente à contratação foi entregue ao Ministério Público Estadual e ao Tribunal de Contas do Estado, que não identificaram ilegalidades no procedimento.
Fonte e foto assessoria

  Editoria: