Empresa calçadista demite mais de 100 trabalhadores em Aparecida

Empresa calçadista demite mais de 100 trabalhadores em Aparecida
julho 20 11:00 2018 Imprimir Conteúdo

O clima de indefinição e medo do desemprego tomou conta da cidade de Nossa Senhora Aparecida nos últimos dias. Tudo por conta das cerca de 100 demissões feita pela subsidiária do ramo de calçados West Coast. Além do número de demitidos, o cometário na cidade é de que também possa pedir concordata, ou seja, declarar falência e fechar as portas. Os funcionários foram pegos de surpresa, além do emprego, também podem ficar sem receber seus os diretos trabalhistas.

A fábrica é hoje uma das principais fontes de renda no município a absorve, principalmente, a força de trabalho da juventude aparecidense. Com as demissões, deverá aumentar o êxodo da mão de obra ociosa para o sudeste do país, principalmente São Paulo, na busca de realocamento em atividades mais simples, como corte de cana na cidade de Barra Bonita e colheita de laranja em Lucianópolis.

Em março deste ano os diretores da fábrica chegaram ventilar a ampliação da marca em Aparecida, Ribeirópolis e Salgado, gerando mais de 850 novos empregos. Ele chegou a se reunir com autoridades municipais e estaduais e se comprometeu na ampliação da franquia em solo sergipano.

Histórico

A calçadista West Coast, de Ivoti/RS, montou a primeira fábrica além das fronteiras do Rio Grande do Sul em 2010 quando começou a operar em Nossa Senhora Aparecida. A fábrica conta quatro linhas de produção. À época do início da operação, o diretor Rafael Schefer disse que o subsídio e os incetivos fiscais foram primordiais para a escolha do município. A marca feminina Cravo & Canela também é produzida esteiras da empresa em Sergipe.

  Editoria: