Emancipação de Política de Rosário é comemorada com anúncio de obras

Emancipação de Política de Rosário é comemorada com anúncio de obras
março 13 09:51 2019 Imprimir Conteúdo

Os 183 de Emancipação Política de Rosário do Catete foram comemorados com alvorado festiva, assinatura de ordem de serviço para pavimentação de ruas, entrega de troféus e roda de capoeira. Também foram festejados os 19 anos de implantação da Guarda Municipal. A solenidade aconteceu na manhã desta terça-feira, 12, na Praça Clodoaldo Passos(Rua de Cima).

A Banda de Música da Polícia Militar de Sergipe que participou como convidada especial, executou o Hino Nacional na hora do hasteamento das bandeiras do Brasil, de Sergipe e de Rosário do Catete, e tocou os parabéns para o município aniversariante.

Durante o evento o prefeito Vino Barreto assinou a ordem de serviço para a pavimentação da Rua 1, no Mutirão, Rua 4 no Barretão e as Ruas A e C na Garagem. Também foram entregues troféus aos três primeiros colocados do II Torneio de Futebol de Bairro da Emancipação Política de Rosário do Catete.

A secretária da Comunicação Social e Cultura, jornalista Tirzah Barreto agradeceu e parabenizou aos rosarenses, pela celebração de uma data tão importante. “Nossa administração não tem medido esforços para o resgate do sentimento de pertencermos a Rosário. Estamos divulgando e revivendo os nossos símbolos, a exemplo do Brasão do município e os valores culturais”, declarou.

O prefeito Vino Barreto também parabenizou a todos pela Emancipação Política e, como presente, anunciou mais obras para o município. “Inicialmente agradeço ao ex-deputado Federal Adelson Barreto pela emenda para a pavimentação das quatro ruas que assinamos a ordem de serviço. A partir do dia 19 vamos autorizar mais pavimentações.  Também estamos concluindo a licitação as reformas do Balneário e da Praça do Banese”.

História

Nasceu povoação às margens do rio Siriri a primeira ocupação se deu nas terras que pertenciam ao Engenho Jordão, de propriedade do senhor Jorge de Almeida Campos. Este por iniciativa dos escravos fez doação de uma área de terra afim de que fosse construída uma capela para a imagem de Nossa senhora do Rosário. A imagem foi encontrada segundo os antigos moradores pelos negros naquelas proximidades.

O pesquisador Luís Mott que as irmandades “Nossa senhora dos Homens Pretos e Pardos” aparece na segunda metade do século XIX, nas seguintes cidades: Santo Amaro (1813), São Cristóvão (1817), Socorro (1817) e Rosário do Catete em 1817 também.

Quando a povoação de Rosário do Catete surgiu já existia a Vila de Santo Amaro das Brotas. Esta Vila, exerceu durante muito tempo domínio político administrativo em toda a região, tendo forte influencias nos negócios da província de Sergipe, devido à localização do “porto das redes”, por onde exportava toda a produção de açúcar da Cotinguiba.

1828 – A povoação de Maruim que também era subordinada a Vila Santo Amaro das Brotas teve sua administração transferida para Rosário, por ordem do Governo Provincial, até que os ânimos das lideranças políticas locais se acalmassem.

1831 – Rosário passa à Freguesia de Nossa senhora do Rosário do Catete, época em que foi criado o distrito municipal por Decreto de 12 de outubro de 1831(data essa da padroeira da cidade).

1836 – Nasce a Vila de Rosário do Catete, por lei Provincial de 12 de março de 1836, como resultado da revolta de Santo Amaro das Brotas contra Maruim e Rosário.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: